Há mais de um ano que a pandemia nos impossibilita qualquer abraço. E sentimos saudade e falta disso. Chama imediatamente a nossa atenção o título que o departamento de Justiça, Paz e Integridade da Criação (JPIC) dos Capuchinhos escolheu para o seu boletim Informativo: mesmo que não se esteja em relação pela pandemia, queremos acolhê-lo como sinal de esperança. Temos necessidade de proximidade, de cordialidade, de saudações, de apertos de mão, de “abraços”; precisamos disso, homens e mulheres, mas também toda a criação.

O abraço, na nossa tradição espiritual, remete-nos imediatamente a São Francisco, ao seu “usar misericórdia” para com o leproso, do qual deriva um benefício para o enfermo e uma transformação para o próprio Francisco. Abraçar as necessidades dos irmãos e irmãs, da criação, é fonte inspiradora para a realização concreta da nossa vocação de frades menores.

Abraçar o Mundo, no seu primeiro número publicado no fim de março, reúne contribuições relativas a obras de solidariedade, de promoção humana, de auxílio aos necessitados desenvolvido de modo organizado, de busca da justiça da parte dos Frades Capuchinhos em colaboração com leigos e outras entidades. Muitos são os testemunhos vindos dos vários países em que estamos presentes, e há o convite a todos os frades para contribuir com as suas próprias experiências e testemunhos de vida. Compartilhar o bem, feito bem, multiplica-o.

Há também páginas dedicadas à reflexão e propostas para a nossa formação e a apresentação de alguns projetos para se divulgar dentro da Ordem (por exemplo, Cappuccini GEM e Cappuccini 511).

Quem estiver disposto a um abraço (mas sem covid!) pode clicar abaixo e descarregar a revista. Os abraços dão frutos quando são compartilhados, portanto, façam com que o Informativo circule entre as pessoas.

Boa leitura!

 

Download

icon pdf 100px