«Os homens que desprezam a mulher
Ou não são homens
Ou não sabem que nasceram de mulher.»

GEORGE SAND

 

8 DE MARÇO

Hoje
só canto para as Mulheres

as que passarem na rua
aquelas que não saírem
para a rua   as que se encontram
na cozinha   no escritório
ao balcão   na enfermaria
na cadeia   no convento
na escola   no gabinete
na empresa   no sindicato
no campo   no parlamento
no lupanar   ou na igreja

traficando na praça com os homens
gerando o filho imposto pelos homens
chorando o filho morto pelos homens
lavando a roupa suja dos seus homens
os nervos consertando   rebentados
pela garra-mordaça dos seus homens

Essas Mães inconsoláveis
das Praças todas de Maio
as Mães de inocentes mortos
às ordens de homens-herodes
e as Mães fiéis   junto às cruzes
que homens-pilatos ergueram

Mulheres   Mães   virgens-loucas
de todos os noivos-machos
primas   amigas   vizinhas
de casa   de luta e sonho
de raiva   de crença e vida
companheiras   inimigas
minhas Irmãs   minha Mãe

São Mulheres? Hoje basta
É dia oito de março
dia de eu pagar a renda
à Mulher-Mãe desta casa
para onde há muitos anos
mudei ao deixar a sua

Por isso hoje só canto
para as Mulheres   na rua
ou noutro lado qualquer
Salve   Mulher minha Mãe

Ámen
E seja o que Deus quiser

LOPES MORGADO

 

in Mulher minha Mãe,
Difusora Bíblica, 2ª edição 2018, 30-31