São Jerónimo

Nasceu em Estridon (Dalmácia) cerca do ano 340. Estudou em Roma e aí foi baptizado. Tendo abraçado a vida ascética, partiu para o Oriente e foi ordenado sacerdote. Regressou a Roma e foi secretário do papa Dâmaso. Nesta época começou a revisão das traduções latinas da Sagrada Escritura e promoveu a vida monástica. Mais tarde estabeleceu se em Belém, onde continuou a tomar parte muito activa nos problemas e necessidades da Igreja. Escreveu muitas obras, principalmente comentários à Sagrada Escritura. Morreu em Belém no ano 420.

Em alguns países, como no Brasil, por exemplo, a Igreja Católica, dedica o mês de setembro ao aprofundamento e celebração da Palavra de Deus. Esta festa teve como principal inspiração a memória litúrgica de São Jerónimo, a 30 de setembro, um grande biblista que, a pedido do Papa Dâmaso (366-367), preparou a Bíblia em latim, a partir do hebraico e do grego, a famosa Vulgata. Por essa razão, a Igreja declarou-o padroeiro de todos os que se dedicam ao estudo da Bíblia.

É dele que se conhece a famosa expressão: “Se, de facto, como diz o apóstolo Paulo, Cristo é o poder de Deus e a sabedoria de Deus, aquele que não conhece as Escrituras não conhece o poder de Deus nem a sua sabedoria. Ignorar as Escrituras é ignorar a Cristo.” (Prólogo ao comentário sobre o Profeta Isaías, de São Jerónimo, presbítero).

Clique sobre a imagem acima para ver o pequeno vídeo onde o frei Fernando Ventura reflete sobre a atualidade e importância de se celebrar São Jerónimo, presbítero e doutor da Igreja, 1600 anos depois da sua morte.

 

ORAÇÃO COLECTA

Senhor nosso Deus, que destes ao presbítero São Jerónimo o dom de saborear a Sagrada Escritura e de a viver intensamente, fazei que o vosso povo se alimente cada vez mais com a vossa palavra e encontre nela a fonte da verdadeira vida. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

São Jerónimo

São Jerónimo

Nasceu em Estridon (Dalmácia) cerca do ano 340. Estudou em Roma e aí foi baptizado. Tendo abraçado a vida ascética, partiu para o Oriente e foi ordenado sacerdote. Regressou a Roma e foi secretário do papa Dâmaso. Nesta época começou a revisão das traduções latinas da Sagrada Escritura e promoveu a vida monástica. Mais tarde estabeleceu se em Belém, onde continuou a tomar parte muito activa nos problemas e necessidades da Igreja. Escreveu muitas obras, principalmente comentários à Sagrada Escritura. Morreu em Belém no ano 420.

Em alguns países, como no Brasil, por exemplo, a Igreja Católica, dedica o mês de setembro ao aprofundamento e celebração da Palavra de Deus. Esta festa teve como principal inspiração a memória litúrgica de São Jerónimo, a 30 de setembro, um grande biblista que, a pedido do Papa Dâmaso (366-367), preparou a Bíblia em latim, a partir do hebraico e do grego, a famosa Vulgata. Por essa razão, a Igreja declarou-o padroeiro de todos os que se dedicam ao estudo da Bíblia.

É dele que se conhece a famosa expressão: “Se, de facto, como diz o apóstolo Paulo, Cristo é o poder de Deus e a sabedoria de Deus, aquele que não conhece as Escrituras não conhece o poder de Deus nem a sua sabedoria. Ignorar as Escrituras é ignorar a Cristo.” (Prólogo ao comentário sobre o Profeta Isaías, de São Jerónimo, presbítero).

Clique sobre a imagem acima para ver o pequeno vídeo onde o frei Fernando Ventura reflete sobre a atualidade e importância de se celebrar São Jerónimo, presbítero e doutor da Igreja, 1600 anos depois da sua morte.

 

ORAÇÃO COLECTA

Senhor nosso Deus, que destes ao presbítero São Jerónimo o dom de saborear a Sagrada Escritura e de a viver intensamente, fazei que o vosso povo se alimente cada vez mais com a vossa palavra e encontre nela a fonte da verdadeira vida. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.