“O Senhor sustenta a minha vida”

 

LEITURAS:

1ª: Sb 2, 12.17-20. Salmo 54/53,3-4.5.6.8 R/ O Senhor sustenta a minha vida. 2ª: Tg 3,16 – 4,3. Evº: Mc 9,30-37. I Semana do Saltério

 

UMA IDEIA

Jesus Cristo, pela segunda vez, anuncia a Paixão aos seus discípulos: «O Filho do homem vai ser entregue às mãos dos homens, que vão matá-l’O» (evangelho). E acrescenta um ensinamento sobre o serviço: o maior é aquele que serve, aquele que ama. E Ele é o exemplo mais perfeito disso: por nós, fez-se servo para provar que o «justo é filho de Deus» (1ª). Seguindo os seus passos, somos convidados a fazer o mesmo. Na certeza de que, sejam quais forem as ameaças, Deus está do nosso lado: «O Senhor sustenta a minha vida» (salmo). Por isso, não cedamos ao facilitismo: inveja e cobiças provocam más ações; nós somos chamados a acolher a «sabedoria que vem do alto» (2ª), a sabedoria que nos faz praticar o bem e viver em paz, com a graça de Deus.

 

UM SENTIMENTO

A mensagem é clara: Deus está sempre do lado dos justos, não os abandona, antes protege e socorre os seus filhos. Depois do silêncio de Sexta-feira Santa surge a explosão da Páscoa! «A sanidade espiritual depende de vermos que, em cada momento de cada dia, Deus faz o que fez na Sexta-feira Santa, não deixando que o mal, a morte e a destruição tivessem a última palavra, mas enobrecendo a humanidade com uma resiliência extraordinária e, através do poder de uma graça assombrosa, permitindo-nos aproveitar ao máximo até as piores situações, deixando que a luz e a vida tenham a última palavra. O domingo de Páscoa é a resposta de Deus à Sexta-feira Santa: a vida tirada da morte» (Richard Leonard).

 

UMA IMAGEM

O Senhor sustenta a minha vida!

Agenda

Mais lidos

  • Semana

  • Mês

  • Todos