INTRODUÇÃO A TODOS OS DOMINGOS

P/ Espírito Divino, Tu és o Deus da caminhada,
que apontas o rumo e dás força aos nossos passos.
Pela tua mão, queremos percorrer esta Quaresma
que leva à Páscoa de Jesus e ao teu Pentecostes.
Queremos aprender a sair e passar de nós para Deus,
como etapa da nossa Páscoa definitiva. R/

T/ Já foi contigo que os nossos antepassados na fé,
libertos da escravidão do Egipto,
caminharam para a terra prometida de Canaã.
Ao narrarem essa epopeia na sua Escritura,
simbolizaram-Te na NUVEM que os alumiava de noite
e os abrigava do calor durante o dia. R/ (Ex 40,34-38)

P/ Nesta Quaresma,
abre-se de novo à Igreja o caminho do Êxodo
e é-lhe dada a graça de percorrer, em clima de deserto, o itinerário para a luz pascal,
seguindo os passos de Cristo,
mestre e exemplo da humanidade
reconciliada no amor do Pai.

T/ De coração contrito e humilhado,
queremos atualizar, com a nossa comunidade de fé,
a consciência e a responsabilidade
em fazer parte deste povo da aliança:
cantando o louvor de Deus, ouvindo a sua Palavra
e vivendo a experiência dos seus prodígios. R/ (V Pref. Quar.)

P/ Ouvimos a profecia de Isaías, que diz:
«Não vos lembreis mais dos acontecimentos passados;
não presteis atenção às coisas antigas.
Olhai: vou realizar uma coisa nova,
que já começa a aparecer; não a vedes?
Vou abrir um caminho no deserto,
fazer brotar rios na terra árida.» (Is 43,18-19 = V Domingo)

T/ Porque Tu renovas todas as coisas, (Ap 21,5)
não queremos, apenas, recordar os prodígios do passado,
mas abrir-nos ao futuro e celebrar os sinais de Esperança
que hoje acontecem na Igreja e no mundo. R/ (TMA 46)

 

ORAÇÃO PARA CADA DOMINGO

Em cada domingo, seguir estes vários passos:

1. Proclamar o Evangelho indicado para ler.
2. Fazer silêncio para pensar no texto.
3. Cantar o refrão:
R/Arrependei-vos, arrependei-vos
e acreditai no Evangelho (bis).
4. Rezar a oração correspondente, seguida do refrão:
R/ Espírito de santidade,
conduz-nos pelo caminho da luz pascal.
• O texto precedido deste sinal, nas orações, pode ser omitido
onde não se lê o texto alternativo de S. João.

 

I DOMINGO. Ler: Lc 4,1-13.

Divino Espírito Santo,
pelo Batismo também fui cheio de Ti, como Jesus.
Conduz-me, com Ele, ao deserto do meu interior
– para aí fazer SILÊNCIO, ouvir a PALAVRA de Deus,
vencer as tentações do ter e do poder,
e me dispor a SER o que for da vontade do Pai.

 

II DOMINGO. Ler: Lc 9,28b-36.

Divino Espírito Santo,
conduz-me com Jesus ao monte para orar,
tomar consciência da minha VOCAÇÃO de filho de Deus
– e regressar à vida com a luz da ressurreição
a dar sentido ao meu EMPENHAMENTO
na transformação de mim mesmo, da Igreja e do mundo.

 

III DOMINGO. Ler: Lc 13,1-9; ou: Jo 4,5-42.

Divino Espírito Santo, Espírito de Jesus,
dispõe-me a ouvir o seu apelo à CONVERSÃO,
aproveitando bem o tempo santo da Quaresma
para atuar os dons da tua graça na minha vida
e crescer na minha fé, reconhecendo-O
como judeu, Senhor, profeta, Messias, Cristo, Mestre e Salvador…
• E, como a Samaritana, ter sede da sua água viva,
que se transforme numa fonte a jorrar, em mim,
para a vida eterna.

 

IV DOMINGO. Ler: Lc 15,1-3.11-32; ou: Jo 9,1-41.

Divino Espírito Santo,
faz-me REGRESSAR a Deus, como o filho pródigo,
sem temer o assédio dos antigos colegas de vício
nem as atitudes recriminatórias dos familiares...
unicamente porque o Pai me ama, e eu Lhe devo essa alegria
como a todos os que se empenharam no meu regresso.
• E dá-me, como ao jovem cego, o dom da vista e da fé,
para SEGUIR o caminho de Jesus
como discípulo e apóstolo.

 

V DOMINGO. Ler: Jo 8,1-11; ou: Jo 11,1-45

Divino Espírito Santo,
ensina-me a não ser tropeço nem juiz de ninguém;
mas, reconhecendo o meu próprio pecado,
possa CONDUZIR os pecadores a Jesus,
para que Ele os perdoe e ajude a não tornarem a pecar.
• Faz-me SAIR do meu sepulcro de morte, como Lázaro,
por quem Jesus se emocionou e chorou;
E, uma vez liberto de todas as peias,
possa também AJUDAR os meus irmãos
a ressurgirem para a vida da graça.

 

RAMOS. Ler: Lc 19,28-40; e PAIXÃO: Lc 22,14-23,56.

Divino Espírito Santo,
deixa-me ENTRAR com Jesus, em Jerusalém,
para o aclamar como o Rei que vem em nome do Senhor
instaurar a paz e dar glória a Deus,
e para Ele PURIFICAR o meu templo da religião sem fé
e da fé interesseira sem amor nem obras.
• E para, assim purificado,
poder PARTICIPAR com Ele à mesa da Páscoa,
ACEITAR, com Ele, as dores e provações do discípulo
e ENTREGAR a minha vida nas mãos do Pai (domingo de Ramos).

 

LOPES MORGADO
no livro ABeCedário do Espírito Santo,
Difusora Bíblica (2017), pp. 214-115. 221-2122.

 

Download