O setor da Catequese da Paróquia de São José Operário, na Baixa da Banheira, começou “uma nova faceta” no acolhimento e na evangelização com a pré-catequese para crianças dos 3 aos 5 anos.

“Foi identificada uma necessidade na nossa paróquia. Por exemplo, um miúdo de uma catequese que, muitas vezes, não podia ir por ficar a tomar conta do irmão mais novo. Como este poderá haver outros”, explica o catequista Pedro Silva, afirmando que abriram “a porta a uma nova faceta da paróquia”.

Para o catequista o projeto de «pré-catequese» vai ser “fundamental” para que tenham mais crianças na catequese”, uma vez que vão despertar o interesse dos mais pequenos e “a mensagem que eles passarem para os pais vai ser importante para que os inscrevam na catequese”.

“Vai ser um passo para chegarmos a mais crianças da nossa paróquia. Queremos despertar nos mais pequenos o interesse pela catequese”, afirma.

A iniciativa começou este sábado, dia 3 de novembro, e o setor da Catequese da Paróquia de São José Operário, na Baixa da Banheira, ainda aceita inscrições até final de dezembro. O projeto de iniciação cristã para crianças dos 3 aos 5 anos está marcado para os sábados das 11h00 às 12h00 e das 15h00 às 16h00.

O catequista Pedro Silva adianta que o foco não é terem “atividades só para passarem o tempo” mas que, ao mesmo tempo, tenham “os primeiros ensinamentos” e chegarem ao 1.º volume da catequese e “já saberem dizer o Pai-Nosso, a Ave-maria e fazer o Sinal da Cruz, que já é muito bom”.

“A verdade é que os meus miúdos também vão passar por um processo de aprendizagem e os catequistas também”, acrescenta.

A pré-catequese para crianças dos 3 aos 5 anos foi uma ideia do pároco, frei João José Guedes, que “desafiou o 11.º volume”, que está em preparação para o Sacramento da Confirmação, o Crisma, a comprometer-se com esta iniciativa.

“Com este desafio queremos que eles se dediquem a 100% ao projeto. É importante encontrar desafios que os atraiam. E esta ideia foi muito bem aceite no seio do grupo”, desenvolveu o catequista.

Inicialmente, os catequisandos iam “estagiar” em vários grupos e setores da paróquia, como a catequese, os acólitos, “como tem sido recorrente desde há dois anos”, para os atrair para a comunidade e, “em última instância, que permaneçam após o Crisma”.

Pedro Silva frisa que o objetivo é que os jovens ao participarem nestes projetos tenham “vontade de ficar na comunidade e ajudar mais, quer seja nos acólitos, catequese, leitores”, entre outros.

Os jovens do 11.º volume da Catequese têm sido “pioneiros” em diversos projetos da Paróquia da Baixa da Banheira, como o «Domingo da caridade» e vão ter o acompanhamento de quatro catequistas: Pedro Silva que dá catequese há 7 anos, Emanuel Mendes com experiência de 8 anos, e Joana Brázio e Francisco Rações que são catequistas há 1 ano.

Agenda

Mais lidos

  • Semana

  • Mês

  • Todos