Um Capuchinho de nacionalidade centro-africana foi assassinado nos Camarões quando regressava à sua comunidade em Mbaibokoum, no Chade.

De acordo com o que foi comunicado à Agência Fides pela Custódia Geral dos Capuchinhos para o Chade e a República Centro-Africana, o padre Toussaint Zoumaldé tinha ido à diocese de Bouar, na parte ocidental do país, de onde era originário, para animar um curso de formação para sacerdotes locais. O capuchinho estava a fazer a viagem de regresso à sua comunidade no Chade, passando pelos Camarões. Na noite de 19 para 20 de março, desconhecidos atacaram-no e assassinaram-no a golpes de arma branca em Ngaoundéré (Camarões), onde tinha parado para descansar. Até este momento, os seus assassinos ainda não foram encontrados.

O frei Toussaint, nascido em 1971, tinha trabalhado durante muito tempo como jornalista na Rádio Siriri, da diocese de Bouar, e compôs vários cantos religiosos.

A província portuguesa dos Capuchinhos une-se em oração por este irmão e envia as mais sentidas condolências aos seus familiares.

Agenda

Últimas notícias

Mais lidos