Nos dias 27 e 28 de dezembro, os Irmãos Capuchinhos da Província Portuguesa celebraram juntos a alegria do Natal do Senhor, no encontro provincial realizado na Casa de Retiros de São José, do Seminário Diocesano de Leiria.

Ao longo da manhã do dia 27, os irmãos foram chegando, vindos das fraternidades de Barcelos, Porto, Gondomar, Fátima, Lisboa e Baixa da Banheira. Ao almoço seguiu-se um tempo livre para o descanso e o convívio informal. O resto da tarde foi preenchida com a partilha da leitura pessoal e estudo em fraternidade dos documentos propostos para a formação permanente dos Irmãos: a Exortação Apostólica Gaudete et Exsultate, do papa Francisco; e as propostas do VII Conselho Plenário da Ordem, realizado em 2004, sobre a vida fraterna em menoridade. A partilha de cada uma das fraternidades evidenciou alguns desafios e concretizações para a vida da Província e das Fraternidades, como apelo a uma vida fraterna vivida em menoridade e itinerância na qual apareça de forma mais visível e eloquente o testemunho da santidade requerida àqueles que abraçaram o carisma capuchinho. A tarde concluiu com a celebração da Eucaristia, na qual se inseriu o canto de Vésperas. Após o jantar, continuou o convívio natalício, de forma animada e participada, com o contributo de cada uma das fraternidades.

No dia 28, após o canto da Hora Litúrgica de Laudes, os Irmãos reuniram-se para um segundo encontro de partilha e diálogo, desta vez sobre o modo como está a ser levada à prática, nas Fraternidades e Comunidades Cristãs confiadas aos Capuchinhos, a proposta aprovada no Capítulo Provincial anterior, referente ao Movimento Bíblico. Esta espécie de “mini-assembleia” provincial, preparada e coordenada pelo Conselho Provincial do Movimento Bíblico, serviu para ver o que se está a fazer no âmbito da Dinamização Bíblica e sugerir caminhos de futuro e de viabilidade para este apostolado tão caraterístico dos Capuchinhos em Portugal. A manhã concluiu com a celebração da Eucaristia. No fim do almoço os Irmãos regressaram às respetivas fraternidades, imbuídos das palavras do cântico de despedida, que convidava ao compromisso de dizer a toda a gente que “o caminho de Belém é mais perto por Assis.” Porque, sempre e sobretudo em Ano Missionário, como foi também cantado várias vezes neste encontro, “Natal é nossa missão”!

Agenda

Últimas notícias

Mais lidos

  • Semana

  • Mês

  • Todos