Igreja

Imprimir

Átrio dos Gentios em Assis

atrio_gentios_assisArealização do Átrio dos Gentios em Assis, a 6 de outubro, vai ser o primeiro ato do Ano da Fé, mesmo antes da sua abertura oficial, marcada para o dia 11 do mesmo mês, revela o calendário publicado na edição desta quarta-feira do jornal do Vaticano, L’Osservatore Romano.

A sessão que decorre na cidade italiana onde nasceu S. Francisco (1182-1226) é dedicada ao tema “Deus, este desconhecido”, anuncia o site do Átrio dos Gentios.

A plataforma congregadora de iniciativas que pretendem aproximar crentes e não crentes «quer reunir e dar forma ao grito muitas vezes silencioso e despedaçado do homem contemporâneo em direção a um Deus que para um número crescente de pessoas permanece um “Deus desconhecido”», sublinha o texto de apresentação..

Diante da «pergunta radical sobre o Divino», o crente «é desafiado a purificar a sua fé de qualquer “possessão” idolátrica de Deus» e a manifestar «profundo respeito pelo esforço do “não crente” na sua relação com um Mistério ao qual não sabe dar um nome e um rosto».

O “não crente”, por seu lado, é encorajado a «purificar o seu ateísmo de qualquer atitude de suficiência, ou pior, de arrogância para o Divino, e abrir-se ao respeito pelo esforço do crente que vive uma fé não “instalada” em Deus».

O Átrio dos Gentios, integrado no Conselho Pontifício da Cultura, afirma-se como «laboratório de um diálogo com igual dignidade entre ateus e crentes que abra um novo caminho, capaz de responder às perguntas radicais sobre o sentido e à forte nostalgia de um Deus amigo do homem e da terra», acrescenta a nota introdutória.

A «nobre figura de Francisco», que inspira o encontro, aponta «sempre de novo» o caminho do diálogo em torno da fé: «o grito dos povos e da Criação, o grito da paz e da não-violência, o desafio do diálogo inter-religioso e intercultural, uma nova centralidade da contemplação ativa, o grito da beleza contra a fealdade».

O encontro conta com a participação de Dario Fo, Prémio Nobel da Literatura em 1997, que vai recitar o “Cântico das Criaturas”, de S. Francisco de Assis.

 

Programa

10h00 – 10h45

Abertura
Alleluia (Haendel)
Coro dos Frades Conventuais de Assis; De Bortoli (dir.)

De Bortoli introduz o primeiro debate, explicando com brevidade o que é o Átrio dos Gentios

Debate entre o cardeal Gianfranco Ravasi, presidente do Conselho Pontifício da Cultura, e Corrado Passera, ministro do Desenvolvimento Económico, Infra-estruturas e Transportes, sobre o tema “Deus, este desconhecido”

De Bortoli anuncia o tema das seis tendas, revelando o nome dos seus relatores e moderador, bem como o local onde decorrem

Hino do Átrio dos Gentios

11h00 – 13h00

Tenda 1: Os jovens entre fé e niilismo
Tenda 2: O grito da Terra
Tenda 3: O grito dos pobres, crise económica global, desenvolvimento sustentável

13h30

Almoço

14h30 – 16h30

Tenda 4: O diálogo inter-religioso e intercultural para a paz
Tenda 5: Contemplação e meditação
Tenda 6: Arte e fé

O cardeal Ravasi passará por algumas tendas para responder às perguntas do público.

17h00 – 18h30/19h00

Sessão de encerramento

Cântico das Criaturas, pelo Coro e Orquestra dos Frades de Assis
Cantos Yiddish, por Moni Ovadia
Recitação do Cântico das Criaturas por Dario Fo
Debate entre personalidades políticas e o cardeal Ravasi
Hino do Átrio dos Gentios

Transmissão em direto pela estação de televisão RAI 1

Está também em preparação um “Átrio das Crianças”, previsto para 6 de outubro, e para o dia anterior um “Átrio da Narração”. O encontro em Assis é precedido pelo de Estocolmo, a 13 de setembro. A 19 de setembro o Átrio dos Gentios assinala o terceiro centenário do nascimento do pensador suíço Jean-Jacques Rosseau (28.6.2012) com um encontro na cidade italiana de Bolonha que vai ser presidido pelo cardeal Paul Poupard, primeiro presidente do Conselho Pontifício da Cultura. A intervenção de fundo, do investigador Raymond Trusson, vai ser centrada na visão de Cristo por parte de Rosseau. O Átrio dos Gentios vai chegar a Portugal nos dias 16 e 17 novembro, estando previstas sessões em Guimarães e Braga.

O Ano da Fé, convocado por Bento XVI, termina a 24 de novembro de 2013.

 

http://www.snpcultura.org/atrio_dos_gentios_em_assis_vai_ser_primeira_iniciativa_ano_fe.html

 

Rui Jorge Martins
© SNPC | 01.08.12