Sl 58

Da Biblia Online

58 (57) INVECTIVA CONTRA OS MAUS JUÍZES

Este poderia ser um salmo colectivo de súplica, em que todo o povo expõe as suas queixas contra o mau estado da justiça e a pouca equidade no país. No entanto, a lamentação pode também sair da boca de uma pessoa maltratada pelas injustiças das autoridades. Tudo depende do sentido que se dê às entidades a quem é dirigida a queixa (v.2).


1Ao director do coro. Segundo «Não destruas».
De David. Elegia.
2Será que decidis com justiça, ó altos poderes?
Será que julgais os humanos com rectidão?
3Em vez disso, em vossos corações forjais a falsidade,
e com as vossas mãos sustentais a violência no país.
4Os ímpios extraviaram-se desde o seio materno;
os que dizem mentiras erraram desde o seu nascimento.
5O seu veneno é como o das víboras;
fazem-se surdos como as serpentes,
6para não ouvirem a voz dos encantadores,
dos magos peritos em sortilégios.
7Ó Deus, quebra-lhes os dentes!
Arranca, SENHOR, os queixais a esses leões!
8Desapareçam como as águas que correm;
quando atirarem flechas, que as encontrem quebradas.
9Que eles passem, como o caracol a desfazer-se em baba
e como um aborto, que não viu a luz do sol.
10Antes que as suas marmitas sintam o calor
da lenha verde ou seca,
que um furacão os lance para longe.
11O justo há-de alegrar-se ao ver-se vingado,
e, no sangue do ímpio, lavará os pés.
12E os homens dirão: «Sim, existe recompensa para o justo;
de facto, há um Deus que faz justiça sobre a terra.»



Salmos

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 131 132 133 134 135 136 137 138 139 140 141 142 143 144 145 146 147 148 149 150

Ferramentas pessoais