Sl 26

Da Biblia Online

26 (25) ORAÇÃO DE UM INOCENTE

Salmo individual de súplica. De alguém que se encontra acusado e se declara inocente, mas que, por outro lado, aceita sujeitar-se a ritos de verificação de inocência. As confissões negativas, em que diz não ter cometido os pecados constantes de uma lista, exprimem o código ético essencial daquele tempo. Outro alcance litúrgico deste salmo está no facto de sugerir que a participação no culto implicava um estado de pureza não somente ritual, mas também moral e espiritual bastante exigente.


1De David.
SENHOR, faz-me justiça, pois tenho vivido com rectidão;
em ti, SENHOR, confio sem vacilar.
2Examina-me, SENHOR, e põe-me à prova;
purifica-me os rins e o coração.
3Eu tenho a tua bondade diante dos meus olhos
e caminho na tua verdade.
4Não convivo com homens que adoram ídolos,
nem me associo com os traidores.
5Detesto a reunião dos malfeitores,
e não tomo assento com os ímpios.
6Lavo as minhas mãos em sinal de inocência
e ando à volta do teu altar, SENHOR,
7para entoar um cântico de acção de graças
e narrar todas as tuas maravilhas.
8Amo, SENHOR, a beleza da tua casa
e o lugar onde reside a tua glória.
9Não me juntes com os pecadores,
nem a minha vida com os homens sanguinários.
10As suas mãos estão cheias de infâmia
e a sua direita está cheia de suborno.
11Eu, porém, caminho na minha rectidão;
salva-me e tem compaixão de mim!
12Os meus pés seguem por caminho recto;
nas assembleias, bendirei o SENHOR.



Salmos

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 131 132 133 134 135 136 137 138 139 140 141 142 143 144 145 146 147 148 149 150

Ferramentas pessoais