Est 5

Da Biblia Online

Ester apresenta-se ao rei1No terceiro dia, Ester vestiu os trajes reais e foi colocar-se no átrio interior do palácio real, diante da resi­dência do rei; este estava sen­tado no trono real, na sala do trono, diante da porta do palácio. 2Quando o rei viu a rainha Ester de pé no átrio, olhou-a com agrado e esten­deu para ela o ceptro de ouro que tinha na mão. Ester aproximou-se e tocou na ponta do ceptro.


D 1No terceiro dia, terminada a sua oração, Ester despiu as ves­tes de peni­tência e vestiu as suas ves­tes de gala. 2E assim esplen­dida­mente ador­­nada, depois de ter invo­cado a Deus, seu salva­dor, que vê todas as coisas, tomou consigo duas servas. 3Apoiava-se sobre uma, como uma pes­soa delicada, 4ao passo que a outra a seguia, segurando a cauda do seu manto. 5Estava formosa como uma flor, de rosto rosado, ale­gre e atraente, mas com o coração an­­gus­tiado pelo temor.

6E, atravessando todas as portas, apresentou-se diante do rei. Assuero estava sentado no seu trono real, reves­tido de todos os ornamentos da sua majestade, coberto de ouro e de pedrarias, e o seu aspecto era im­pres­­sionante. 7Levantando a cabeça, ra­diante de majestade, dirigiu o seu olhar, cheio de cólera, para a rainha que, mudando de cor, desmaiou e dei­­xou cair a cabeça no ombro da ser­va que a acompanhava. 8Mas Deus mu­dou em doçura a cólera do rei que, assustado, se levantou pre­cipitada­mente do seu trono e a tomou nos braços, até que ela voltou a si. Pro­cu­rou acalmar o seu temor com doces palavras, 9dizendo-lhe: «Que tens, Es­ter? Sou teu irmão. Não temas! 10Não morrerás, porque a minha or­dem é para o comum do povo. 11Apro­xima-te!» 12Levantou o ceptro de ouro, apro­­ximou-o do seu pescoço e beijou-a, dizendo: «Podes falar-me.» 13Ela disse-lhe: 14«Meu senhor, eu vi-te como um anjo de Deus e o temor da tua majes­tade perturbou o meu cora­ção. 15Por­que és, senhor, admirável e o teu rosto está cheio de gravidade.» 16Di­zendo estas palavras caiu de novo sem sen­tidos. 17O rei consternou-se e to­dos os seus servos procuravam rea­­nimá-la.


Intervenção de Ester3O rei disse-lhe: «Que tens, rainha Ester, e que queres? Mesmo que pedisses metade do meu reino, isso te daria.» 4Ester respondeu-lhe: «Se ao rei pare­cer bem, venha hoje com Haman ao banquete que lhe pre­parei.» 5O rei disse: «Apressai-vos a chamar Haman para atender ao de­sejo de Ester.»

O rei foi com Haman ao ban­quete que Ester tinha preparado. 6En­quan­to se bebia o vinho, o rei disse à rainha: «Qual é o teu pe­dido? Tudo te será concedido. Qual o teu desejo? Mesmo que seja metade do meu rei­no, será satisfeito.» 7Es­ter respon­deu-lhe: «Eis o que desejo e o meu pedido: 8Se encontrei favor aos olhos do rei, e se lhe agrada aceder ao meu pedido e satisfazer o meu desejo, que o rei e Haman tor­nem a vir ao ban­quete que lhes vou preparar. Amanhã darei resposta à pergunta do rei.»

9Haman saiu, naquele dia, cheio de gozo e alegre de coração. Mas, à vista de Mardoqueu que, diante da porta do rei, não se levantou nem se moveu à sua passagem, encheu-se de furor contra ele. 10Soube, entre­tanto, conter-se e retirou-se para sua casa. Então, chamou os seus amigos e Zeres, sua mulher, 11e falou-lhes do esplendor das suas riquezas, do nú­mero dos seus filhos, de tudo o que o rei fizera para o exaltar e do lugar que lhe conferira sobre todos os prín­cipes e todos os servidores reais. 12E acrescentou: «Fui o único a quem a rainha Ester admitiu com o rei ao banquete que ela lhe ofe­re­ceu, e con­vidou-me ainda para ama­nhã, jun­ta­­mente com o rei. 13Mas tudo isto não é nada para mim, enquanto vir esse judeu Mardoqueu sentado à porta do rei.» 14Zeres, sua mulher, e todos os seus amigos disse­ram-lhe: «Prepara uma forca com cinquenta côvados de altura e, amanhã cedo, pede ao rei que nela seja suspenso Mardoqueu. Depois, irás satisfeito ao banquete com o rei.» Este conselho agradou a Haman, que mandou le­van­tar a forca.



Capítulos

Est 1 Est 2 Est 3 Est 4 Est 5 Est 6 Est 7 Est 8 Est 9 Est 10

Ferramentas pessoais