Ct 1

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa

Diálogo apaixonado

1Cântico dos cânticos, que é de Salo­mão.


Ela

2Que ele me beije com beijos da sua boca!

Melhores são as tuas carícias que o vinho,

3ao olfacto são agradáveis os teus perfumes;

a tua fama é odor que se difunde.

Por isso te amam as donzelas.

4Arrasta-me atrás de ti. Corra­mos!

Faça-me entrar o rei em seus apo­sentos.

Folgaremos e alegrar-nos-emos con­­tigo;

mais do que o vinho celebrare­mos teus amores.

Com razão elas te amam.


5Sou morena, mas formosa,

mulheres de Jerusalém,

como as tendas de Quedar,

como os tecidos de Salomão.

6Não estranheis eu ser morena:

foi o sol que me queimou.

Comigo se indignaram os filhos de minha mãe,

puseram-me de guarda às vinhas;

e a minha própria vinha não guar­dei.

7Avisa-me tu, amado do meu cora­ção:

para onde levas o rebanho a apas­­centar?

Onde o recolhes ao meio-dia?

Que eu não tenha de vaguear oculta,

atrás dos rebanhos dos teus com­panheiros.


Ele

8Se não tens disso conhecimento,

ó mais bela das mulheres,

sai no encalço do rebanho

e apascenta as tuas cabrinhas

junto às cabanas dos pastores.


9A uma égua entre os carros do Faraó

eu te comparo, ó minha amiga.

10Formosas são as tuas faces en­tre os brincos,

e o teu pescoço com os colares!

11Para ti faremos arrecadas de ouro

com incrustações de prata.


Ela

12Enquanto o rei está em seu divã,

o meu nardo dá o seu perfume.

13Uma bolsinha de mirra é o meu amado para mim,

que repousa entre os meus seios;

14um cacho de alfena é o meu amado para mim,

das vinhas de En-Guédi.


Ele

15Ah! Como és bela, minha amiga!

Como são lindos os teus olhos de pomba!


Ela

16Ah! Como é belo o meu amado!

E como é doce,

como é verdejante o nosso leito!

17Cedros são as vigas da nossa casa,

e os ciprestes, o nosso tecto.



Capítulos

Ct 1 Ct 2 Ct 3 Ct 4 Ct 5 Ct 6 Ct 7 Ct 8