Sir 3

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa

Deveres para com os pais

1Ouvi, filhos, os conselhos do vosso pai,

procedei em conformidade, para serdes salvos.

2Porque o Senhor glorifica o pai acima dos filhos

e estabelece sobre eles a autoridade da mãe.

3O que honra o pai

alcança o perdão dos pecados,

4e quem honra a sua mãe

é semelhante ao que acumula tesouros.

5Quem honra o pai encontrará alegria nos seus filhos

e será ouvido no dia da sua oração.

6Quem glorifica o pai gozará de longa vida

e quem obedece ao Senhor consolará a sua mãe.

7Quem teme o Senhor honrará seu pai

e servirá, como a seus senhores,

aqueles que lhe deram a vida.

8Honra teu pai com palavras e acções,

para que desça sobre ti a sua bênção.

9A bênção do pai fortalece a casa dos filhos,

e a maldição da mãe arrasa-a até aos alicerces.

10Não te glories com a desonra de teu pai,

pois a sua desonra não poderia ser glória para ti.

11A glória de um homem vem da honra de seu pai,

e é vergonha para os filhos uma mãe desonrada.

12Filho, ampara o teu pai na velhice,

não o desgostes durante a sua vida;

13mesmo se ele vier a perder a razão, sê indulgente,

não o desprezes, tu que estás na plenitude das tuas forças.

14A caridade que exerceres com o teu pai não será esquecida,

e ser-te-á considerada, em reparação de teus pecados.

15No dia da aflição, o Senhor há-de lembrar-se de ti,

os teus pecados hão-de dissolver-se como o gelo em pleno sol.

16É um blasfemador o que desampara o seu pai,

e é amaldiçoado pelo Senhor aquele que irrita a sua mãe.


Mansidão e humildade

17Filho, pratica as tuas obras com doçura,

e serás mais amado do que o homem generoso.

18Quanto maior fores, mais te deverás humilhar,

e encontrarás benevolência diante de Deus.

19Muitos são os homens altivos e soberbos,

mas é aos humildes que Deus revela os seus segredos.

20Pois é grande o poder do Senhor,

mas é pelos humildes que Ele é glorificado.


Contra a vã curiosidade

21Não procures o que excede a tua capacidade,

nem tentes compreender o que está acima das tuas forças.

22Aplica-te àquilo que te for ordenado,

e não te ocupes em coisas impenetráveis.

23Não te obstines em busca daquilo que te ultrapassa,

pois já te foi mostrado mais do que o espírito humano pode compreender.

24Porque o preconceito extraviou a muitos

e as suposições perversas desviaram os seus pensamentos.

25Sem a pupila, falta-te a luz;

se te falta a ciência, não procures persuadir.


Coração mau e coração bom

26Um coração duro acabará na desdita.

Aquele que ama o perigo nele perecerá.

27Um coração perverso será oprimido com dores,

e o pecador amontoará pecado sobre pecado.

28Não há cura para a infelicidade dos soberbos,

porque a planta do pecado neles ganhou raízes.

29O coração do sábio medita nos provérbios,

e um ouvido atento eis o que o sábio deseja.

30A água apaga o fogo ardente,

e a esmola expia o pecado.

31Quem retribui com favores prepara o seu futuro;

achará amparo, no dia da sua infelicidade.



Capítulos

Sir 1 Sir 2 Sir 3 Sir 4 Sir 5 Sir 6 Sir 7 Sir 8 Sir 9 Sir 10 Sir 11 Sir 12 Sir 13 Sir 14 Sir 15 Sir 16 Sir 17 Sir 18 Sir 19 Sir 20 Sir 21 Sir 22 Sir 23 Sir 24 Sir 25 Sir 26 Sir 27 Sir 28 Sir 29 Sir 30 Sir 31 Sir 32 Sir 33 Sir 34 Sir 35 Sir 36 Sir 37 Sir 38 Sir 39 Sir 40 Sir 41 Sir 42 Sir 43 Sir 44 Sir 45 Sir 46 Sir 47 Sir 48 Sir 49 Sir 50 Sir 51