Sir 28

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa

A vingança 281Aquele que se vinga, sofrerá a vingança do Senhor, que lhe pedirá contas rigorosas dos seus pecados. 2Perdoa ao teu próximo o mal que te fez, e os teus pecados, se o pedires na tua oração, serão perdoados. 3Um homem guarda rancor contra outro homem, e pede a Deus que o cure? 4Não tem compaixão do seu semelhante, e pede o perdão dos seus pecados? 5Ele, que é um simples mortal, guarda rancor; quem lhe alcançará o perdão dos seus pecados? 6Lembra-te do teu fim, e deixa-te de inimizades; pensa na corrupção e na morte, e guarda os mandamentos. 7Lembra-te dos mandamentos e não te ires contra o próximo; lembra-te da aliança com o Altíssimo e não faças caso do erro do teu próximo. As discórdias 8Abstém-te de litígios e diminuirás os pecados, porque o homem irascível provoca contendas, 9e o pecador suscita discórdias entre os seus amigos e semeia a inimizade no meio dos que vivem em paz. 10O fogo ateia-se na proporção do combustível; a ira do homem inflama-se na medida da sua obstinação. Ira-se um homem, na medida do seu poder, e aumenta a sua cólera, em proporção da sua riqueza. 11O litígio repentino acende o fogo; a demanda irreflectida faz derramar sangue. 12Se soprares a uma faúlha, ela inflama-se; se cuspires sobre ela, ela apaga- se; ambas as coisas saem da tua boca.   A maledicência 13O murmurador e o homem de duas línguas são malditos, porque foram a perdição de muitos que viviam em paz. 14A língua de um terceiro abalou a muitos e dispersou-os, de povo em povo; destruiu cidades fortes e arrasou as casas dos poderosos. 15A língua de um terceiro fez repudiar mulheres virtuosas, e privou-as do fruto dos seus trabalhos. 16Aquele que lhe dá ouvidos, não terá descanso, nem encontrará paz na sua casa. 17O golpe de um açoite faz pisaduras, mas o golpe da língua quebra os ossos. 18Muitos homens morreram, passados ao fio da espada, mas muitos mais pereceram pela própria língua. 19Feliz aquele que está a coberto da língua perversa, que não passou pela ira dela, que não atraiu sobre si o seu jugo, e que não foi atado pelas suas cadeias; 20porque o seu jugo é um jugo de ferro, e as suas cadeias, cadeias de bronze. 21A morte que ela causa é uma morte desgraçada, e a sepultura é-lhe preferível. 22Ela não tem poder sobre os piedosos, que não serão devorados pelas suas chamas. 23Os que abandonam o Senhor cairão no poder dela, que os consumirá sem se extinguir: lançar-se-á sobre eles como um leão e os despedaçará como um leopardo. 24Se proteges o teu terreno com sebe de espinhos, e aferrolhas a tua prata e o teu ouro, 25faz também uma balança e um peso para as tuas palavras, e para a tua boca, uma porta e um ferrolho. 26Cuida de não pecares pela língua, para não caíres na presença dos inimigos que te espreitam.



Capítulos

Sir 1 Sir 2 Sir 3 Sir 4 Sir 5 Sir 6 Sir 7 Sir 8 Sir 9 Sir 10 Sir 11 Sir 12 Sir 13 Sir 14 Sir 15 Sir 16 Sir 17 Sir 18 Sir 19 Sir 20 Sir 21 Sir 22 Sir 23 Sir 24 Sir 25 Sir 26 Sir 27 Sir 28 Sir 29 Sir 30 Sir 31 Sir 32 Sir 33 Sir 34 Sir 35 Sir 36 Sir 37 Sir 38 Sir 39 Sir 40 Sir 41 Sir 42 Sir 43 Sir 44 Sir 45 Sir 46 Sir 47 Sir 48 Sir 49 Sir 50 Sir 51