Sir 24

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa

Excelência da sabedoria (24,1-42,14)   Origem e importância da sabedoria 241A sabedoria faz o seu próprio elogio, e gloria-se no meio do seu povo. 2Abre a boca na assembleia do Altíssimo, gloria-se diante dos exércitos do Senhor: 3«Saí da boca do Altíssimo; e como uma nuvem cobri a terra. 4Habitei nos lugares mais altos, e o meu trono está sobre uma coluna de nuvens. 5Sozinha percorri a abóbada celeste, penetrei nas profundezas dos abismos. 6Sobre as ondas do mar e sobre toda a terra, sobre todos os povos e nações eu reinava. 7Entre todas estas coisas busquei um lugar de repouso, e herança onde pudesse habitar. 8Então o Criador do universo deu- me as suas ordens, e aquele que me criou assentou a minha tenda. E disse-me: “Habita em Jacob, e toma Israel como tua herança”. 9Ele criou-me desde o princípio, antes de todos os séculos, e não deixarei de existir até ao fim dos séculos. 10Exerci diante dele o meu ministério no tabernáculo santo, e assim me estabeleci em Sião. 11Na cidade amada Ele me fez repousar, e em Jerusalém está o meu poder. 12Deitei raízes no meio de um povo glorioso, na porção do Senhor, no meio da sua herança. 13Elevei-me qual cedro do Líbano, como cipreste nos montes do Hermon. 14Cresci como a palmeira de En- Guédi, como as roseiras de Jericó, como uma formosa oliveira na planície, cresci como plátano. 15Espalhei um perfume de cinamomo e de bálsamo odorífero, e exalei um perfume suave como mirra escolhida, como o gálbano, o ónix e a mirra, e como o vapor do incenso, no Tabernáculo. 16Estendi os meus ramos como o terebinto; os meus ramos têm graça e majestade. 17Eu, como a videira, fiz germinar graciosos sarmentos, e as minhas flores dão frutos de glória e de riqueza. 18Sou a mãe do puro amor, do temor, do conhecimento e da digna esperança. Sou concedida aos meus filhos desde sempre, aos que foram designados por Ele.»   Frutos e dons da sabedoria 19«Vinde a mim todos os que me desejais e saciai-vos dos meus frutos, 20porque pensar em mim é mais doce do que o mel, e possuir-me é mais suave do que o favo de mel. 21Aqueles que me comem, terão ainda fome, e aqueles que me bebem, terão ainda sede. 22Aquele que me ouve, não será confundido, e os que agem por mim não pecarão.» 23Tudo isto é o resumo do livro da Aliança do Deus Altíssimo, é a Lei que nos deu Moisés, herança para as comunidades de Jacob. 24Não cesseis de vos mostrar fortes no Senhor, apegai-vos a Ele para que Ele vos fortaleça. O Senhor todo poderoso é o único Deus e não há outro salvador fora dele. 25A Lei transborda de sabedoria como o Pichon, e como o Tigre, na época dos frutos novos; 26ela transborda de inteligência como o Eufrates, e como o Jordão, no tempo da colheita. 27É ela que derrama a ciência como o Nilo, como o Guion, no tempo da vindima. 28Nem o primeiro a conheceu perfeitamente, nem o último, de igual modo, a descobriu. 29Os seus pensamentos são mais vastos que o mar, e os seus desígnios mais profundos do que o grande abismo. 30Eu, como um canal derivado dum rio, e como um aqueduto que se dirige para um jardim, 31disse: “Regarei as plantas do meu jardim e saciarei de água os meus canteiros.” E eis que o meu curso de água se tornou um rio, e o meu rio se tornou um mar. 32Irradiarei a ciência como a aurora, farei que ela brilhe bem longe. 33Continuarei a espalhar a minha doutrina como uma profecia, e transmiti-la-ei às gerações vindouras. 34Vêde que não trabalhei só para mim, mas para todos aqueles que buscam a sabedoria.»



Capítulos

Sir 1 Sir 2 Sir 3 Sir 4 Sir 5 Sir 6 Sir 7 Sir 8 Sir 9 Sir 10 Sir 11 Sir 12 Sir 13 Sir 14 Sir 15 Sir 16 Sir 17 Sir 18 Sir 19 Sir 20 Sir 21 Sir 22 Sir 23 Sir 24 Sir 25 Sir 26 Sir 27 Sir 28 Sir 29 Sir 30 Sir 31 Sir 32 Sir 33 Sir 34 Sir 35 Sir 36 Sir 37 Sir 38 Sir 39 Sir 40 Sir 41 Sir 42 Sir 43 Sir 44 Sir 45 Sir 46 Sir 47 Sir 48 Sir 49 Sir 50 Sir 51