Sir 23

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa

Oração contra o pecado 231Senhor, Pai soberano da minha vida, não me abandones ao conselho dos meus lábios, nem permitas que eles me façam sucumbir. 2Quem aplicará o açoite aos meus pensamentos, e ao meu coração uma sábia correcção, para que sejam severos com os meus erros, e eu não tolere as suas faltas? 3Para que não se multipliquem os meus erros, e não aumentem os meus delitos, e eu não caia diante dos meus adversários, e se ria de mim o meu inimigo, pois dele está longe a esperança da tua misericórdia. 4Senhor, Pai e Deus da minha vida, não me dês olhos altivos, 5e afasta de mim a concupiscência. 6Não se apodere de mim o apetite sensual e a luxúria, e não me entregues à mercê do desejo impudico.   Dominar as palavras 7Ouvi, filhos, as instruções que vos dou: aquele que as guardar não cairá no erro. 8O pecador será colhido pelos seus lábios, o maldizente e o orgulhoso tropeçarão por causa deles. 9Não acostumes a tua boca ao juramento; não te habitues a proferir o Nome santo. 10Pois, assim como um escravo, vigiado constantemente, não se livrará das vergastadas, assim não será isento de pecado quem, por tudo e por nada, jura pelo nome de Deus. 11O homem que jura com frequência será cheio de iniquidade e o flagelo não se afastará da sua casa. Se cai em falta, o seu pecado recairá sobre ele; se dissimular, pecará duplamente. Se jurar em vão, não terá justificação, e a sua casa será cheia de castigos. 12Há uma maneira de falar que leva à morte, e não deve ser ouvida entre a descendência de Jacob; pois deve estar longe dos piedosos, que não serão envoltos em tais crimes. 13Não acostumes a tua boca a uma linguagem grosseira, porque nela há ocasião de pecado. 14Lembra-te do teu pai e da tua mãe, quando te sentares no meio dos poderosos; não aconteça que te vás esquecer deles, na sua presença, e, levado pelo hábito da sua familiaridade, faças tolices, e chegues a desejar não ter nascido, e a amaldiçoar o dia do teu nascimento. 15O homem, acostumado a dizer impropérios, nunca se corrigirá em toda a sua vida. Contra a concupiscência 16Duas espécies de pessoas multiplicam os pecados, e uma terceira atrai sobre si a cólera. 17Uma paixão ardente como fogo aceso, não se acalma até que se tenha consumado; o homem que abusa do seu próprio corpo, não terá sossego enquanto o fogo não o consumir; para o homem impudico todo o pão é doce, e não se acalmará até morrer. 18O homem que desonra o seu leito conjugal, diz no seu coração: «Quem me vê? As trevas cercam-me, as paredes escondem-me, ninguém me vê. A quem temerei? O Altíssimo não se lembrará dos meus pecados.» 19Só teme os olhos dos homens, e não sabe que os olhos do Senhor são milhares de vezes mais luminosos do que o Sol, que vêem todos os caminhos dos homens e penetram os lugares mais recônditos. 20Porque, assim como Deus conhecia todas as coisas, antes de as ter criado, assim também agora as vê todas, depois que as criou. 21Este homem será castigado nas praças públicas da cidade, e será apanhado onde menos o esperava. 22Assim também perecerá toda a mulher que deixa o seu marido, e lhe dá como herdeiro um filho adulterino. 23Primeiramente, ela foi desobediente à lei do Altíssimo; em segundo lugar, pecou contra o seu marido; e, em terceiro lugar, cometeu um adultério, e teve filhos de outro homem. 24Essa mulher será conduzida à assembleia do povo, e sobre os seus filhos será aberto um inquérito. 25Os seus filhos não lançarão raízes, os seus ramos não darão fruto. 26Deixará uma memória de maldição, e jamais se apagará a sua infâmia. 27E todos aqueles que lhe sobreviverem reconhecerão que não há coisa melhor do que o temor de Deus, que nada há mais doce do que observar os seus preceitos. 28É glória imensa seguir o Senhor. É vida longa para ti ser acolhido por Ele.



Capítulos

Sir 1 Sir 2 Sir 3 Sir 4 Sir 5 Sir 6 Sir 7 Sir 8 Sir 9 Sir 10 Sir 11 Sir 12 Sir 13 Sir 14 Sir 15 Sir 16 Sir 17 Sir 18 Sir 19 Sir 20 Sir 21 Sir 22 Sir 23 Sir 24 Sir 25 Sir 26 Sir 27 Sir 28 Sir 29 Sir 30 Sir 31 Sir 32 Sir 33 Sir 34 Sir 35 Sir 36 Sir 37 Sir 38 Sir 39 Sir 40 Sir 41 Sir 42 Sir 43 Sir 44 Sir 45 Sir 46 Sir 47 Sir 48 Sir 49 Sir 50 Sir 51