Is 7

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa
II. Livro da Consolação ou do Emanuel (7,1-12,6)


Primeiro aviso a Acaz1Em Judá, reinava Acaz, filho de Jo­tam e neto de Uzias. Acon­teceu que Recin, rei de Damasco e Pecá, filho de Remalias, rei de Is­rael, mar­cha­ram contra Jerusalém para a com­ba­­ter, mas não puderam apoderar-se dela. 2Chegou a notícia ao herdeiro de David:


«Os sírios acampam em Efraim.»

Ao ouvir isto, agitou-se o coração do rei e do seu povo,

como se agitam as árvores das florestas impelidas pelo vento.

3Então o Senhor disse a Isaías:

«Sai ao encontro de Acaz com o teu filho

Chear-Yachub,

na extremidade do aqueduto da piscina superior,

junto à Calçada do Bataneiro,

4e diz-lhe:

‘Tranquiliza-te, tem calma, não temas

nem te acobardes diante do furor de Recin, rei da Síria,

e de Pecá, filho de Remalias:

não passam de dois tições fume­gantes.

5De facto, a Síria, Efraim e o filho de Remalias

decidiram a tua ruína dizendo:

6Vamos contra Judá e sitiemo-la,

e proclamaremos rei o filho de Tabiel.’»

7Assim diz o Senhor Deus:

«Tal não acontecerá nem se rea­lizará.

8Assim como é verdade que a ca­pi­tal da Síria é Damasco,

e que o chefe de Damasco é Re­cin;

9que a capital de Efraim é Sa­ma­ria,

e que o chefe da Samaria é o filho de Remalias;

também é verdade que daqui a cinco ou seis anos

Efraim será destruída, deixará de ser povo.

Se não o acreditardes, não subsis­tireis.»


Segundo aviso: sinal do Ema­nuel

10O Senhor mandou dizer de novo a Acaz:

11«Pede ao Senhor teu Deus um sinal,

quer no fundo dos abismos, quer lá no alto dos céus.»

12Acaz respondeu:

«Não pedirei tal coisa, não ten­tarei o Senhor.»

13Isaías respondeu:

«Escuta, pois, casa de David:

Não vos basta já ser molestos para os homens,

senão que também ousais sê-lo para o meu Deus?

14Por isso, o Senhor, por sua con­­ta e risco,

vos dará um sinal. Olhai:

a jovem está grávida e vai dar à luz um filho,

e há-de pôr-lhe o nome de Ema­nuel.

15Ele será alimentado com requei­jão e mel

até que saiba rejeitar o mal e es­colher o bem.

16Porque antes que o menino sai­ba rejeitar o mal e escolher o bem,

a terra, cujos dois reis tu temes, será devastada.»


Invasão devastadora (5,26-30)

17O Senhor fará vir sobre ti,

so­bre o teu povo e a tua dinastia,

dias tais como ainda não foram vistos,

desde que Efraim se separou de Judá.

Ele mandará o rei da Assíria.

18Naquele dia o Senhor assobia­rá aos moscardos,

que vivem nos mais afastados ca­nais do Egipto,

e às abelhas que vivem no país da Assíria.

19Virão todos e pousarão nos vales e nas torrentes,

nas cavernas dos rochedos,

em todos os matos e em todas as pastagens.

20Naquele dia, o Senhor mandará vir o rei da Assíria,

do outro lado do rio Eufrates,

rapar-vos a cabeça, o pêlo do cor­po e a barba.

21Naquele dia cada um criará uma vaca

e duas ovelhas;

22e, pela grande abundância do leite,

comerão requeijão e mel

todos os que ficarem na terra.

23Naquele dia, um terreno de mil ce­pas no valor de mil peças de prata,

produzirá apenas abrolhos e espi­nhos.

24Ali não se entrará senão com arco e setas,

porque toda a terra estará co­berta de abrolhos e espinhos.

25Não entrarás agora, em todas as colinas cultivadas à enxada,

pelo temor dos abrolhos e dos es­pinhos;

apenas servirão para pasto dos bois e para serem pisadas pe­las ove­lhas.»



Capítulos

Is 1 Is 2 Is 3 Is 4 Is 5 Is 6 Is 7 Is 8 Is 9 Is 10 Is 11 Is 12 Is 13 Is 14 Is 15 Is 16 Is 17 Is 18 Is 19 Is 20 Is 21 Is 22 Is 23 Is 24 Is 25 Is 26 Is 27 Is 28 Is 29 Is 30 Is 31 Is 32 Is 33 Is 34 Is 35 Is 36 Is 37 Is 38 Is 39 Is 40 Is 41 Is 42 Is 43 Is 44 Is 45 Is 46 Is 47 Is 48 Is 49 Is 50 Is 51 Is 52 Is 53 Is 54 Is 55 Is 56 Is 57 Is 58 Is 59 Is 60 Is 61 Is 62 Is 63 Is 64 Is 65 Is 66