Is 52

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa

Desperta, Sião!

1Desperta! Desperta! Reveste-te da tua força, Jerusalém, cidade santa, Sião! Veste os teus trajes de gala, porque já não entrarão mais den­tro de ti nem pagãos nem impuros. 2Sacode o pó e põe-te de pé, Jerusalém cativa! Desata as cadeias do teu pescoço, Sião prisioneira! 3Eis o que diz o Senhor: «Fostes vendidos por nada, sereis resgatados sem pagar.» 4Eis o que diz ainda o Senhor Deus: «O meu povo refugiou-se outrora no Egipto, para ali habitar como estran­geiro; no fim, Assur oprimiu-o. 5Diante desta situação, que devo Eu fazer? – Oráculo do Senhor. Levam o meu povo gratuitamente, os seus opressores soltam brados de triunfo e todos os dias ultrajam o meu nome. – Oráculo do Senhor. 6Por isso, o meu povo conhecerá o meu nome; nesse dia compreenderá que era Eu que dizia: ‘Aqui estou!’»


Os mensageiros da boa-nova

7Que formosos são sobre os mon­­tes os pés do mensageiro que anun­cia a paz, que apregoa a boa-nova e que proclama a salvação! Que diz a Sião: «O rei é o teu Deus!» 8Ouve: as tuas sentinelas gritam, cantam em coro, porque vêem olhos nos olhos o regresso do Senhor a Sião. 9Ruínas de Jerusalém, irrompei em cânticos de alegria, porque o Senhor consola o seu povo, com a libertação de Jerusalém. 10O Senhor mostra a força do seu braço poderoso aos olhos das nações, e todos os confins da terra verão o triunfo do nosso Deus. 11Saí da Babilónia! Fugi para longe dela! Não toqueis no que é impuro! Conservai-vos puros, vós que levais os objectos de cul­to do Senhor. 12Porque não partireis com preci­pi­tação, não vos retirareis como fugitivos. Porque o Senhor irá diante de vós, e o Deus de Israel seguirá na re­ta­­guarda.


Quarto cântico do Servo (52,13-53,12; ver 42,1-4; 49,1-6; 50,4-11)


Paixão e glória

13Olhai, o meu servo terá êxito, será muito engrandecido e exal­tado. 14Assim como muitos ficaram es­pan­tados diante dele, ao verem o seu rosto desfigurado e o seu aspecto disforme, 15agora fará com que muitos po­vos fiquem bem impressionados. Os reis ficarão boquiabertos, ao verem coisas inenarráveis, e ao contemplarem coisas inaudi­tas.



Capítulos

Is 1 Is 2 Is 3 Is 4 Is 5 Is 6 Is 7 Is 8 Is 9 Is 10 Is 11 Is 12 Is 13 Is 14 Is 15 Is 16 Is 17 Is 18 Is 19 Is 20 Is 21 Is 22 Is 23 Is 24 Is 25 Is 26 Is 27 Is 28 Is 29 Is 30 Is 31 Is 32 Is 33 Is 34 Is 35 Is 36 Is 37 Is 38 Is 39 Is 40 Is 41 Is 42 Is 43 Is 44 Is 45 Is 46 Is 47 Is 48 Is 49 Is 50 Is 51 Is 52 Is 53 Is 54 Is 55 Is 56 Is 57 Is 58 Is 59 Is 60 Is 61 Is 62 Is 63 Is 64 Is 65 Is 66