Is 44

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa

Deus consola Israel

1«Mas agora ouve-me, Ja­cob, meu servo, Israel a quem escolhi: 2Eis o que diz o Senhor que te criou, que te formou desde o seio ma­terno e te socorre: «Nada temas, Jacob, meu servo, e Jechurun, que Eu escolhi. 3Vou derramar água sobre o que tem sede e fazer correr rios sobre a terra árida. Vou derramar o meu espírito so­bre a tua posteridade e a minha bênção sobre os teus descendentes. 4Crescerão como erva junto das fontes, como salgueiros junto das águas correntes. 5Um dirá: ‘Eu sou do Senhor’; outro reclamará para si o nome de Jacob; outro se tatuará no braço: ‘Pertenço ao Senhor’, e receberá o sobrenome de Israel.»


Só o Senhor é Deus

6Eis o que diz o Senhor, rei de Israel, o seu redentor, o Senhor do uni­verso: «Eu sou o primeiro e o último. Não há outro Deus além de mim. 7Quem há semelhante a mim? Que se apresente e fale! Que explique e me exponha quem é que desde sempre anun­ciou o futuro e predisse o que deve ainda acon­tecer. 8Não temais, não vos perturbeis! Não vo-lo anunciei e predisse há muito tempo? Vós sois testemunhas: acaso há outro Deus além de mim? Não há outro Rochedo, que Eu saiba.»


Sátira contra os ídolos (Sb 13-15;Jr 10,1-16)

9Os fabricantes de ídolos nada são, as suas imagens preciosas nada valem. Os seus devotos nada vêem e nada compreendem; por isso ficam confundidos. 10Porquê modelar um deus ou fazer uma imagem, se não serve para nada? 11Olhai! Todos os seus fiéis serão confundidos, pois os artistas que os fabricam são apenas homens. Que se congreguem e compare­çam todos! Ficarão assustados e confundidos. 12O ferreiro trabalha-o na bi­gorna, vai-o modelando com o martelo e trabalha-o com braços robus­tos. Passa fome, cansa-se, não bebe e fica esgotado. 13Quanto ao que trabalha com a madeira, toma as medidas, faz o esboço a lápis, desbasta a madeira com o formão, modela-a com a lima e dá-lhe figura de homem e be­leza humana, para a pôr a habitar num templo. 14Escolhe-se um cedro para cortar, ou uma azinheira ou um carvalho, que se deixam crescer entre as árvores da floresta; ou planta-se um cipreste que cresce com a chuva. 15As pessoas usam essa madeira para o lume, para se aquecerem ou cozerem o pão para matar a fome. Porém ele faz um deus e adora-o, fabrica uma imagem e prostra-se diante dela. 16Queima no fogo metade desta ma­deira, assa a carne sobre as brasas e come-a até se saciar. Depois, aquece-se e diz: «Bom! Estou quente e tenho luz!» 17Do resto faz a imagem de um ídolo, adora-o e dirige-lhe esta oração: «Salva-me, porque tu és o meu deus!» 18Eles não compreendem, nem per­cebem; têm olhos para ver e não vêem; têm mente, mas não entendem; 19não reflectem, não têm bom senso nem inteligência para dizer: «Queimei metade no fogo, cozi pão sobre as brasas, assei carne e comi-a. Vou agora fazer do resto uma coisa abominável e prostrar-me diante de um pe­daço de madeira?» 20Esta gente alimenta-se de cinzas, e o seu coração, extraviado, de­sen­caminha-os. Não consegue salvar-se, dizendo: «Não será um puro engano o que tenho na minha mão di­reita?»


Convite à conversão

21Lembra-te destas coisas, Jacob, porque tu és o meu servo, ó Is­rael. Formei-te, como meu servo, ó Is­rael; não serás esquecido por mim. 22Dissipei as tuas revoltas como uma névoa e os teus pecados como uma nu­vem. Volta para mim, porque Eu te res­gatei. 23Cantai, ó céus, a obra do Se­nhor! Exultai de alegria, ó profundezas da terra! Saltai de júbilo, vós, montanhas, e tu, bosque, com todas as tuas ár­vores, porque o Senhor resgatou Jacob, manifestou a sua glória em Is­rael.


O poder de Deus

24Eis o que diz o Senhor, o teu redentor, que te formou no ventre materno: «Eu sou o Senhor que fiz todas as coisas, sozinho estendi os céus e firmei a terra. Quem me ajudava? 25Eu anulo os presságios dos magos, ponho a ridículo os adivinhos, faço retratar os sábios, demonstro que a sua sabedoria é ignorância. 26Mas realizo a palavra dos meus servos, faço cumprir o que predizem os meus enviados. Digo a Jerusalém: ‘Serás habi­tada!’ E às cidades de Judá: ‘Sereis reedificadas!’ Hei-de levantar as suas ruínas. 27Digo ao abismo do mar: ‘Seca-te! Vou secar as tuas tor­rentes!’ 28Digo a Ciro: ‘És o meu pastor’; e ele cumprirá em tudo a minha von­tade. Digo a Jerusalém: ‘Serás reedi­fi­cada!’ E ao templo: ‘Serás reconstruído!’»



Capítulos

Is 1 Is 2 Is 3 Is 4 Is 5 Is 6 Is 7 Is 8 Is 9 Is 10 Is 11 Is 12 Is 13 Is 14 Is 15 Is 16 Is 17 Is 18 Is 19 Is 20 Is 21 Is 22 Is 23 Is 24 Is 25 Is 26 Is 27 Is 28 Is 29 Is 30 Is 31 Is 32 Is 33 Is 34 Is 35 Is 36 Is 37 Is 38 Is 39 Is 40 Is 41 Is 42 Is 43 Is 44 Is 45 Is 46 Is 47 Is 48 Is 49 Is 50 Is 51 Is 52 Is 53 Is 54 Is 55 Is 56 Is 57 Is 58 Is 59 Is 60 Is 61 Is 62 Is 63 Is 64 Is 65 Is 66