Is 37

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa

Ezequias consulta o pro­fe­ta Isaías (2 Rs 19,1-7) – 1Tendo ouvido isto, Ezequias ras­gou as ves­tes, vestiu-se de roupas grosseiras e dirigiu-se ao templo do Senhor. 2E enviou Elia­quim, chefe do palácio real, Chebna, o secretário e os sa­cer­dotes mais idosos, tam­bém vestidos de roupas grosseiras, para irem ter com o profeta Isaías, filho de Amós, 3os quais lhe disse­ram:

«Eis o que diz Ezequias: ‘Este é um dia de aflição, castigo e humi­lha­ção. Como se costuma dizer: os filhos estão pres­tes a nascer, mas a mãe não tem força para os dar à luz. 4O rei da Assíria mandou o seu copeiro-mor para in­sultar o Deus vivo. Oxalá o Senhor, teu Deus, tenha ouvido semelhan­tes insultos e o castigue pe­las pala­vras que pronunciou. In­tercede, pois, junto do Senhor, em favor do que resta do seu povo.’»

5Os servos do rei Ezequias apre­sentaram-se a Isaías. 6Este respon­deu-lhes: «Direis ao vosso soberano o seguinte: Eis o que diz o Senhor: ‘Não te assustes com as palavras que ouviste, com os ultrajes que profe­ri­ram contra mim os oficiais do rei da Assíria. 7Vou insuflar-lhe um tal es­pí­rito que, ao receber uma certa no­tícia, voltará para a sua terra, onde morrerá assassinado.’»


Segunda embaixada assíria (10,5-16; 2 Rs 19,8-13) – 8O copeiro-mor do rei da Assíria soube, entretanto, que o rei tinha deixado Lá­quis, para ir combater contra Libna e foi lá ter com ele. 9É que o rei da Assíria ti­nha sa­bido que Tiraca, o rei da Etió­pia, o vinha atacar. Sena­querib en­viou, então, mensageiros a Israel com esta mensagem:

10«Isto direis a Eze­quias, rei de Judá: ‘Não te dei­xes en­ganar pelo Deus em quem confias, pen­sando que Jerusa­lém não será entregue nas minhas mãos. 11Não ou­viste con­tar como é que os reis da Assíria tra­ta­­ram todos os países que devas­ta­ram? E poderás tu salvar-te? 12Porven­tura foram sal­vos pelos seus deuses as nações que os meus antepassados aniquilaram: Gozan, Haran, Récef e os habitantes de Éden que estavam em Telassar? 13Onde está o rei de Ha­mat, de Arpad, de Lair, de Sefar­vaim, de Hena e de Ava?’»


Oração de Ezequias (2 Rs 19,14-19; 2 Cr 32,20-23) – 14Ezequias tomou a car­ta da mão dos mensageiros e leu-a. De­pois subiu ao templo, abriu-a diante do Senhor, 15  e suplicou-lhe, dizendo:


16«Senhor do universo, Deus de Israel, sentado sobre os querubins: Tu és o único Deus de todos os reinos da terra, Tu que fizeste os céus e a terra. 17Presta atenção, Senhor, e es­cuta! Abre os olhos e vê! Repara na mensagem que me di­rige Senaquerib, para ultrajar o Deus vivo. 18É verdade, Senhor! Os reis da Assíria destruiram to­das as nações. 19Queimaram todos os seus deu­ses, porque não são Deus, mas apenas estátuas de madeira e de pedra feitas pelos homens. 20Agora, Senhor, nosso Deus, livra-nos das mãos de Sena­que­rib, e todos os povos da terra conhe­cerão que só Tu, Senhor, és Deus.»


Resposta de Isaías (2 Rs 19,20-34) – 21En­tão, Isaías, filho de Amós, man­dou dizer a Ezequias: «Eis o que diz o Senhor, Deus de Israel: ‘Ouvi a tua súplica por causa de Sena­que­rib, rei da Assí­ria’. 22É esta a sentença que o Senhor pronuncia contra ele:


A donzela de Sião escarnece de ti. A donzela de Jerusalém meneia a cabeça nas tuas costas. 23A quem é que insultaste e ul­tra­jaste? Contra quem levantaste a tua voz, e o teu olhar soberbo? Foi contra o Santo de Israel! 24Por meio dos teus embaixa­do­res ultrajaste o Senhor, dizendo: ‘Com a multidão dos meus carros, subi ao cimo dos montes, aos cumes do Líbano. Cortei os seus cedros mais altos e os seus ciprestes mais belos. Cheguei até ao cimo mais alto e entrei nos lugares mais densos do seu bosque. 25Eu cavei poços e bebi a água dos outros povos. Com a planta dos meus pés, sequei todos os canais do Egipto.’ 26Porventura não percebeste que, desde há muito, fui Eu quem preparei este plano, e que, desde tempos remotos, fiz este projecto que agora estou a realizar? Por isso, reduziste a ruínas as ci­dades fortificadas. 27Os seus habitantes, sem força nos braços, estão cheios de vergonha e humi­lhados. São como a vegetação dos cam­pos e o verde dos prados; como as ervas dos telhados, que murcham antes de crescer. 28Eu sei quando te levantas e quan­do te sentas, quando sais e quando entras e quando te enfureces contra mim. 29Os meus ouvidos percebem quando te enfureces contra mim e quando te acalmas. Colocarei a minha argola no teu nariz e o meu freio nos teus lábios, e far-te-ei voltar pelo caminho por onde vieste.


Um sinal para Ezequias

30Isto te servirá de sinal: este ano comereis o trigo do res­tolho; no próximo ano, o que crescer sem sementeira; no terceiro ano, porém, já semea­reis e ceifareis, plantareis vinhas e comereis os seus frutos. 31Os sobreviventes do reino de Judá serão como a árvore que lança as raízes para baixo, e se cobre de frutos por cima. 32É que de Jerusalém sairá um resto, os sobreviventes do monte de Sião.» O zelo do Senhor do universo isto mesmo realizará. 33Eis o que diz o Senhor a res­peito do rei da Assíria: «Ele não entrará nesta cidade, não lançará setas contra ela, nem virá para ela empunhando o seu escudo, nem a rodeará de trincheiras. 34Regressará pelo caminho por onde veio, mas não entrará nesta cidade – oráculo do Senhor. 35Protegerei esta cidade para a salvar, por minha honra e pela de David, meu servo.»


Morte de Senaquerib (2 Rs 19,35-37) 36Naquela mesma noite, veio o anjo do Senhor e matou no campo dos assírios cento e oitenta mil ho­mens. No dia seguinte, de manhã, ao des­pertar, não se via senão cadá­veres. 37Senaquerib, rei da Assíria, levan­tou o acampamento, regressou a Ní­nive e ali ficou.

38Certo dia, en­quanto ele orava no templo de Nis­seroc, seu deus, os seus filhos Adra­mélec e Sarécer, as­sassina­ram-no à espada e fugi­ram para a terra de Ararat. Sucedeu-lhe no trono seu fi­lho Assaradon.



Capítulos

Is 1 Is 2 Is 3 Is 4 Is 5 Is 6 Is 7 Is 8 Is 9 Is 10 Is 11 Is 12 Is 13 Is 14 Is 15 Is 16 Is 17 Is 18 Is 19 Is 20 Is 21 Is 22 Is 23 Is 24 Is 25 Is 26 Is 27 Is 28 Is 29 Is 30 Is 31 Is 32 Is 33 Is 34 Is 35 Is 36 Is 37 Is 38 Is 39 Is 40 Is 41 Is 42 Is 43 Is 44 Is 45 Is 46 Is 47 Is 48 Is 49 Is 50 Is 51 Is 52 Is 53 Is 54 Is 55 Is 56 Is 57 Is 58 Is 59 Is 60 Is 61 Is 62 Is 63 Is 64 Is 65 Is 66