Is 16

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa

Moab pede ajuda a Jerusa­lém

1Enviai cordeiros ao sobe­rano do país,

desde Sela, no deserto, ao monte de Sião.

2Como aves espantadas,

como uma ninhada dispersa,

assim vão as filhas de Moab pe­los vaus do Arnon, pedindo:

3«Aconselha-nos, toma uma deci­são;

cobre-nos com a tua sombra em pleno meio-dia,

como se fosse meia-noite,

esconde os exilados, não entre­gues os fugitivos.

4Esconde na tua casa os exilados de Moab,

sê para eles um refúgio perante o devastador.

Quando a opressão desaparecer,

a devastação chegar ao fim,

e o invasor deixar a terra,

5o trono será fundado na cle­mên­cia,

e sobre ele sentar-se-á com leal­dade o descendente de David.

Será um juiz zeloso do direito e preocupado com a justiça.»


Jerusalém não pode ajudar Moab

6Temos ouvido falar da soberba de Moab,

uma soberba desmedida;

da sua arrogância, altivez e inso­lência;

não são correctas as suas pre­ten­sões.

7Por isso, os moabitas gemerão por Moab,

todos se hão-de lamentar.

Pelas tortas de uvas de Quir-Haréchet,

suspiram, agora, aflitos.

8Os campos de trigo de Hesbon estão devastados,

assim como as vinhas de Sibma.

Os senhores das nações arra­sa­ram os seus sarmentos.

Elas chegavam até Jazer

e iam perder-se no deserto.

Os seus rebentos multiplicavam-se

e atravessavam o Mar Morto.

9Por isso, choro como o povo de Ja­zer sobre as vinhas de Sibma;

banho-vos com as minhas lágri­mas, Hesbon e Elalé.

É que da tua vindima e das tuas colheitas

desapareceram as canções de ale­­gria.

10A alegria e o regozijo desapare­ce­ram das hortas,

nas vinhas não há cânticos ale­gres,

não se pisa mais vinho nos laga­res

e cessaram as canções.

11Por isso, as minhas entranhas vi­bram como uma harpa por Moab,

e o meu coração por Quir-Heres.

12Havemos de ver Moab afadigar-se por subir aos lugares altos

e entrar no seu santuário para orar,

mas de nada lhes valerá.

13Este é o oráculo que o Senhor pro­nunciou outrora contra Moab.

14Mas agora o Senhor volta a di­zer:

«Daqui a três anos, sem um dia a mais,

será humilhada a nobreza de Moab,

com toda a sua numerosa gente;

os que ficarem serão poucos, fra­cos e impotentes.»



Capítulos

Is 1 Is 2 Is 3 Is 4 Is 5 Is 6 Is 7 Is 8 Is 9 Is 10 Is 11 Is 12 Is 13 Is 14 Is 15 Is 16 Is 17 Is 18 Is 19 Is 20 Is 21 Is 22 Is 23 Is 24 Is 25 Is 26 Is 27 Is 28 Is 29 Is 30 Is 31 Is 32 Is 33 Is 34 Is 35 Is 36 Is 37 Is 38 Is 39 Is 40 Is 41 Is 42 Is 43 Is 44 Is 45 Is 46 Is 47 Is 48 Is 49 Is 50 Is 51 Is 52 Is 53 Is 54 Is 55 Is 56 Is 57 Is 58 Is 59 Is 60 Is 61 Is 62 Is 63 Is 64 Is 65 Is 66