Is 13

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa
III. ORÁCULOS CONTRA AS NAÇÕES ESTRANGEIRAS (13,1-23,18)


Queda da Babilónia (21; Jr 50-51)

1Oráculo contra a Babilónia revelado por Deus a Isaías, fi­lho de Amós:

2Levantai o estandarte de guerra sobre um monte escalvado,

gritai-lhes com força e fazei si­nais às tropas

para que ataquem a cidade pelas portas dos príncipes.

3Eu mesmo dei ordens aos meus guerreiros consagrados:

são instrumentos da minha ira,

os entusiastas da minha honra.

4Escutai esta vozearia sobre os mon­tes,

como de imensa multidão;

escutai este tumulto de reinos e de nações reunidas.

O Senhor do universo passa re­vista às suas tropas para a ba­ta­­lha.

5Vão chegando de um país lon­gín­­quo,

dos confins do mundo.

São os instrumentos do furor do Senhor

para devastar a terra.

6Estremecei porque o Dia do Se­nhor está perto,

virá como açoite do Todo-pode­roso.

7Por causa disto, desfalecerão to­dos os braços,

os corações dos homens desani­marão.

8Hão-de encher-se de terror e de angústia,

hão-de contorcer-se como as par­turientes.

Olharão com espanto uns para os outros;

os seus rostos estão inflamados.

9Olhai: vem o Dia do Senhor,

dia de furor implacável, de ira ar­­dente,

para reduzir a terra a um de­serto

e exterminar dela os pecadores.

10As estrelas do céu e as suas cons­telações deixarão de brilhar;

o Sol há-de obscurecer-se desde o seu nascer,

e a Lua não irradiará a sua luz.

11Castigarei o mundo pelos seus cri­mes,

e os pecadores, pelas suas iniqui­dades;

porei fim à insolência dos sober­bos

e humilharei a arrogância dos opres­sores.

12Farei com que os sobreviventes se­jam mais raros do que o ouro,

mais raros que o ouro de Ofir.

13Por isso é que sacudirei os céus,

e moverei a terra do seu lugar.

É o furor do Senhor do universo,

o dia da sua ira ardente.

14Na Babilónia serão como gazelas assustadas,

como rebanho sem pastor:

cada qual, porém, voltará para o seu povo

ou fugirá para a sua terra.

15Os que forem encontrados serão mortos,

os que forem presos cairão pas­sados à espada.

16Os seus filhinhos serão massa­crados

diante dos seus olhos,

as suas casas serão saqueadas,

e as suas mulheres serão viola­das.

17Olhai: suscitarei contra eles os habitantes da Média,

que não se deixam corromper,

nem por prata nem por ouro.

18Os seus arcos abatem os jovens;

não se compadecem dos recém-nas­cidos,

nem os seus olhos têm piedade das crianças.

19Então Babilónia, a flor dos rei­nos,

jóia e orgulho dos caldeus,

será destruída por Deus,

como o foi Sodoma e Gomorra.

20Nunca mais será habitada,

nem povoada até ao fim dos tem­pos.

Jamais o beduíno ali acampará,

e os pastores não apascentarão ali os seus rebanhos.

21As feras farão ali o seu covil,

os mochos encherão as suas ca­sas,

morarão ali as avestruzes,

e os sátiros ali dançarão.

22As hienas uivarão nas suas man­sões,

e os chacais nos seus palácios lu­xuosos.

A sua hora está prestes a chegar,

e os seus dias não serão pro­lon­gados.



Capítulos

Is 1 Is 2 Is 3 Is 4 Is 5 Is 6 Is 7 Is 8 Is 9 Is 10 Is 11 Is 12 Is 13 Is 14 Is 15 Is 16 Is 17 Is 18 Is 19 Is 20 Is 21 Is 22 Is 23 Is 24 Is 25 Is 26 Is 27 Is 28 Is 29 Is 30 Is 31 Is 32 Is 33 Is 34 Is 35 Is 36 Is 37 Is 38 Is 39 Is 40 Is 41 Is 42 Is 43 Is 44 Is 45 Is 46 Is 47 Is 48 Is 49 Is 50 Is 51 Is 52 Is 53 Is 54 Is 55 Is 56 Is 57 Is 58 Is 59 Is 60 Is 61 Is 62 Is 63 Is 64 Is 65 Is 66