Gn 35

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa

Regresso a Betel (28,10-22) – 1O SENHOR disse a Jacob: «Vai, sobe a Betel e permanece lá; constrói ali um altar ao Deus que te apareceu, quando fugias diante de Esaú, teu irmão.» 2Jacob disse à família e a todos os que estavam com ele: «Fazei desaparecer os deuses estrangeiros que estão no meio de vós; purificai-vos e mudai de vestes. 3Preparemo-nos para subir a Betel; construirei ali um altar ao Deus que me atendeu no dia da minha angústia e que esteve comigo nos caminhos por onde andei.»

4Entregaram então a Jacob todos os deuses estrangeiros que possuíam e as jóias que traziam nas orelhas. Jacob enterrou-as debaixo do terebinto que estava junto de Siquém. 5E partiram dominados pelo terror divino; as cidades em redor não perseguiram os filhos de Jacob.

6Jacob chegou, com todos os que o acompanhavam, a Luz, ou seja, Betel, que está no país de Canaã. 7Construiu ali um altar e chamou a esse lugar El-Betel, porque fora ali que o SENHOR Deus lhe aparecera, quando fugia por causa de seu irmão. 8Entretanto, morreu Débora, ama de Rebeca, e foi enterrada abaixo de Betel, junto de um carvalho, que foi chamado Carvalho dos Prantos.


Deus aparece a Jacob9Deus apareceu novamente a Jacob, depois do seu regresso de Padan-Aram, e abençoou-o. 10Deus disse-lhe: «Chamas-te Jacob; mas de futuro já não te chamarás Jacob e o teu nome será Israel.» Deu-lhe, assim, o nome de Israel. 11E Deus disse-lhe:

«Eu sou o Deus supremo; vais crescer e multiplicar-te; de ti sairá um povo, uma multidão de povos sairá de ti, e das tuas entranhas sairão reis.

12Concedo-te o país que dei a Abraão e a Isaac e dá-lo-ei à tua posteridade depois de ti.»

13Deus desapareceu de junto dele e do lugar em que lhe falara. 14Jacob levantou um monumento naquele lugar sobre o qual fez uma libação e derramou óleo. 15E Jacob chamou Betel àquele lugar, no qual Deus conversara com ele.


Família de Jacob (1 Cr 2,1-8) – 16Partiram de Betel, e faltava ainda um pouco de tempo para chegarem a Efrata, quando Raquel deu à luz e o seu parto foi difícil. 17Durante as dores do parto, a parteira disse-lhe: «Ânimo, porque voltas a ter um filho.» 18Ora no momento do último suspiro – pois estava a morrer – deu-lhe o nome de Ben-Oni; mas seu pai chamou-o Benjamim.

19Então Raquel morreu e foi enterrada no caminho de Efrata, que é Belém. 20Jacob levantou um monumento sobre o seu túmulo: é o monumento do túmulo de Raquel, que ainda hoje existe.

21Israel partiu e levantou a sua tenda além de Migdal-Éder. 22Enquanto Israel residiu nesta região, Rúben teve relações com Bila, concubina de seu pai, e Israel soube-o. Foram doze os filhos de Jacob:

23Filhos de Lia: o primogénito de Jacob, Rúben, depois Simeão, Levi, Judá, Issacar e Zabulão. 24Filhos de Raquel: José e Benjamim. 25Filhos de Bila, escrava de Raquel: Dan e Neftali. 26E filhos de Zilpa, escrava de Lia; Gad e Aser.

Estes são os filhos de Jacob, que nasceram no território de Padan-Aram.

27Jacob chegou junto de Isaac, seu pai, em Mambré, em Quiriat-Arbá, que é Hebron, onde viveram Abraão e Isaac. 28Os dias de Isaac foram de cento e oitenta anos. 29Expirando, morreu e reuniu-se aos seus pais, já velho e satisfeito com os seus dias. Esaú e Jacob, seus filhos, sepultaram-no.



Capítulos

Gn 1 Gn 2 Gn 3 Gn 4 Gn 5 Gn 6 Gn 7 Gn 8 Gn 9 Gn 10 Gn 11 Gn 12 Gn 13 Gn 14 Gn 15 Gn 16 Gn 17 Gn 18 Gn 19 Gn 20 Gn 21 Gn 22 Gn 23 Gn 24 Gn 25 Gn 26 Gn 27 Gn 28 Gn 29 Gn 30 Gn 31 Gn 32 Gn 33 Gn 34 Gn 35 Gn 36 Gn 37 Gn 38 Gn 39 Gn 40 Gn 41 Gn 42 Gn 43 Gn 44 Gn 45 Gn 46 Gn 47 Gn 48 Gn 49 Gn 50