Gn 30

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa

1Vendo que não dava à luz filhos a Jacob, Raquel começou a ter inveja da irmã e disse a Jacob: «Dá-me filhos ou, então, morro!» 2E Jacob irritou-se com Raquel e disse-lhe: «Julgas-me capaz de substituir Deus, que te recusou a fecundidade?» 3Ela respondeu: «Aqui tens a minha serva Bila; vai ter com ela. Que ela dê à luz sobre os meus joelhos; assim, por ela, eu também terei filhos.» 4Deu-lhe, pois, a sua serva Bila por mulher, e Jacob aproximou-se dela. 5Bila concebeu e deu um filho a Jacob.

6Raquel disse, então: «Deus fez-me justiça, escutou a minha voz e deu-me um filho.» Por isso, deu-lhe o nome de Dan. 7Bila, a escrava de Raquel, concebeu outra vez e deu um segundo filho a Jacob. 8Raquel disse: «Lutei contra a minha irmã, junto de Deus, e venci-a!» Por isso, chamou-lhe Neftali.

9Ao ver extinta a sua fecundidade, Lia tomou a sua escrava Zilpa e deu-a por mulher a Jacob. 10Zilpa, a escrava de Lia, deu um filho a Jacob.

11Lia exclamou: «Que felicidade!» E deu-lhe o nome de Gad. 12Zilpa, a serva de Lia, deu um segundo filho a Jacob. 13Lia exclamou: «Como sou feliz! As donzelas chamar-me-ão bem-aventurada.» E deu-lhe o nome de Aser.

14Certo dia, na época da ceifa do trigo, saindo Rúben para o campo, encontrou mandrágoras e levou-as a Lia, sua mãe. Raquel disse a Lia: «Dá-me, por favor, parte das mandrágoras do teu filho.» 15Lia respondeu: «Não te parece bastante teres roubado o meu marido, e queres também roubar-me as mandrágoras do meu filho?» Raquel retorquiu: «Pois bem, em troca das mandrágoras do teu filho, que ele fique contigo esta noite.» 16Quando Jacob regressava do campo, à tarde, Lia saiu-lhe ao encontro e disse-lhe: «Vem comigo, pois hoje paguei por ti o preço das mandrágoras do meu filho.» E ficou com ele nessa noite. 17Deus ouviu Lia, que concebeu e deu um quinto filho a Jacob. 18Lia exclamou: «Deus recompensou-me por ter dado a minha serva a meu marido.» E deu-lhe o nome de Issacar. 19Lia concebeu novamente e deu um sexto filho a Jacob. 20Lia exclamou: «Deus concedeu-me um belo presente. Agora, o meu marido habitará comigo, porque já lhe dei seis filhos.» E deu-lhe o nome de Zabulão. 21A seguir, deu à luz uma filha, a quem chamou Dina.

22Deus recordou-se de Raquel, ouviu-a e tornou-a fecunda. 23Ela concebeu e deu à luz um filho. E disse: «Deus apagou a minha vergonha.» 24E chamou-lhe José, dizendo: «Que o SENHOR me acrescente ainda outro filho!»


Conversações difíceis25Depois de Raquel ter dado à luz José, Jacob disse a Labão: «Deixa-me partir, a fim de voltar para a minha casa e para o meu país. 26Dá-me as minhas mulheres e os meus filhos, pelos quais te servi, antes de me ir embora; pois tu sabes com que zelo te servi.»

27Labão disse-lhe: «Possa eu merecer a tua benevolência! Reconheço que o SENHOR me abençoou por tua causa. 28Fixa-me o teu salário, para que to dê.» 29Jacob respondeu: «Tu sabes como te servi e o que ganhaste comigo. 30Porque o que tinhas, antes da minha chegada, era pouco, e tudo aumentou muitíssimo: o SENHOR abençoou-te por minha causa. Agora, quando trabalharei também para a minha família?»

31Disse-lhe Labão. «Que te hei-de dar?» Jacob respondeu: «Não me darás nada, mas, se acatares a minha proposta, tornarei a apascentar e a guardar o teu rebanho. 32Passarei hoje, através de todo o teu rebanho e separarei todo o animal malhado e com manchas; entre os cordeiros, todos os animais negros e, entre as cabras, as malhadas e com manchas; será essa a minha recompensa. 33A minha rectidão responderá por mim, no dia de amanhã, quando vieres verificar o meu salário. Tudo o que estiver comigo e não for malhado e com manchas, entre as cabras, e negro, entre os cordeiros, será animal roubado.» 34Labão respondeu: «Está bem, seja como dizes!»

35E, no mesmo dia, Labão pôs de parte os bodes listrados e com manchas, todos os cabritos malhados e com manchas, todos os cordeiros negros, e confiou-os aos seus filhos. 36Depois, pô-los à distância de três dias de jornada; e Jacob apascentava o resto do rebanho de Labão.

37Jacob tomou, então, varas verdes de choupo, de amendoeira e de plátano; tirou-lhes parte da casca, pondo a nu o branco das varas, 38e colocou-as diante dos olhos das ovelhas, nos regueiros e nos bebedouros, aonde iam beber. Ora as ovelhas entravam em excitação quando iam beber 39e, ao entrarem em excitação diante das varas, concebiam cordeiros listrados, malhados e com manchas. 40Jacob colocava de lado esses cordeiros; e o gado de Labão ia ficando malhado e negro. E assim juntou rebanhos para si, que não reuniu ao gado de Labão. 41Quando as ovelhas eram vigorosas e ficavam excitadas, Jacob punha-lhes as varas diante dos olhos, nos regueiros, para que concebessem perto das varas. 42Mas, quando as ovelhas eram fracas, não o fazia, de modo que os cordeiros enfezados eram para Labão e os vigorosos para Jacob! 43Este homem enriqueceu prodigiosamente e adquiriu numerosos rebanhos, escravos e escravas, camelos e jumentos.



Capítulos

Gn 1 Gn 2 Gn 3 Gn 4 Gn 5 Gn 6 Gn 7 Gn 8 Gn 9 Gn 10 Gn 11 Gn 12 Gn 13 Gn 14 Gn 15 Gn 16 Gn 17 Gn 18 Gn 19 Gn 20 Gn 21 Gn 22 Gn 23 Gn 24 Gn 25 Gn 26 Gn 27 Gn 28 Gn 29 Gn 30 Gn 31 Gn 32 Gn 33 Gn 34 Gn 35 Gn 36 Gn 37 Gn 38 Gn 39 Gn 40 Gn 41 Gn 42 Gn 43 Gn 44 Gn 45 Gn 46 Gn 47 Gn 48 Gn 49 Gn 50