Gn 12

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa
II. HISTÓRIA DOS PATRIARCAS

12,1-50,26)


A – CICLO DE ABRAÃO (12,1-23,20)


Vocação de Abraão1O SENHOR disse a Abrão:

«Deixa a tua terra, a tua família e a casa do teu pai, e vai para a terra que Eu te indicar.

2Farei de ti um grande povo, abençoar-te-ei, engrandecerei o teu nome e serás uma fonte de bênçãos. 3Abençoarei aqueles que te abençoarem, e amaldiçoarei aqueles que te amaldiçoarem. E todas as famílias da Terra serão em ti abençoadas.»

4Abrão partiu, como o SENHOR lhe dissera, levando consigo Lot. Quando saiu de Haran, Abrão tinha setenta e cinco anos. 5Tomou Sarai, sua mulher, e Lot, filho do seu irmão, assim como todos os bens que possuíam e os escravos que tinham adquirido em Haran, e partiram todos para a terra de Canaã, e chegaram à terra de Canaã. 6Abrão percorreu-a até ao lugar de Siquém, até aos Carvalhos de Moré. Os cananeus viviam, então, naquela terra. 7O SENHOR apareceu a Abrão e disse-lhe: «Darei esta terra à tua descendência.» E Abrão construiu ali um altar ao SENHOR, que lhe tinha aparecido.

8Deixando esta região, prosseguiu até ao monte situado ao oriente de Betel, e montou ali as suas tendas, ficando Betel ao ocidente e Ai ao oriente. Construiu também um altar ao SENHOR e invocou o seu nome. 9Abrão continuou a sua viagem, acampando aqui e ali, em direcção ao Négueb.


Abraão e Sarai no Egipto (46,1-7; Mt 2,13-15) – 10Houve fome naquela terra. Como a miséria era grande, Abrão desceu ao Egipto para aí viver algum tempo. 11Quando já estavam quase a entrar no Egipto, Abrão disse a Sarai, sua mulher: «Ouve, sei queés uma mulher de belo aspecto. 12Quando os egípcios te virem, dirão: ‘É a mulher dele.’ E matar-me-ão, e a ti conservarão a vida. 13Diz, pois, que és minha irmã, peço-te, a fim de que eu seja bem tratado por causa de ti, e salve a minha vida, graças a ti.»

14Quando Abrão chegou ao Egipto, os egípcios notaram que a sua mulher era muito bonita. 15Os grandes da corte, que a viram, referiram-se elogiosamente a ela, na presença do Faraó, e a mulher foi conduzida ao palácio. 16Por causa dela, Abrão foi muito bem tratado, e recebeu ovelhas, bois, jumentos, servos e servas, jumentas e camelos. 17Mas o SENHOR infligiu tremendos castigos ao Faraó e à sua casa, devido a Sarai, mulher de Abrão.

18O Faraó mandou chamar Abrão para lhe dizer: «Que é que te levou a fazer-me semelhante coisa? Porque não disseste que ela era tua mulher? 19Porque disseste que era tua irmã, dando lugar a que eu a tomasse por mulher? Agora, aqui tens a tua mulher, toma-a e vai-te embora.»

20O Faraó ordenou, então, aos seus homens que mandassem embora Abrão, sua mulher e tudo quanto lhe pertencia.



Capítulos

Gn 1 Gn 2 Gn 3 Gn 4 Gn 5 Gn 6 Gn 7 Gn 8 Gn 9 Gn 10 Gn 11 Gn 12 Gn 13 Gn 14 Gn 15 Gn 16 Gn 17 Gn 18 Gn 19 Gn 20 Gn 21 Gn 22 Gn 23 Gn 24 Gn 25 Gn 26 Gn 27 Gn 28 Gn 29 Gn 30 Gn 31 Gn 32 Gn 33 Gn 34 Gn 35 Gn 36 Gn 37 Gn 38 Gn 39 Gn 40 Gn 41 Gn 42 Gn 43 Gn 44 Gn 45 Gn 46 Gn 47 Gn 48 Gn 49 Gn 50