2 Cr 34

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa

Reinado de Josias (640-609) (2 Rs 22,1-20; 23,1-30) – 1Josias ti­nha oito anos quando começou a rei­nar e reinou trinta e um anos em Je­ru­salém. 2Praticou o que é recto aos olhos do Senhor, seguiu as pega­das de David, seu pai, sem se afas­tar nem para a di­reita nem para a esquerda.


Reformas em Judá3No oitavo ano do seu reinado, sendo ainda muito jovem, começou a seguir o Deus de David, seu pai, e, no dé­cimo se­gundo ano, começou a purificar Judá e Jerusalém dos lugares altos, dos troncos sagrados e dos ídolos de ma­deira ou de metal. 4Demoliram, na sua presença, os altares portá­teis de Baal; ele próprio despedaçou os altares de incenso que estavam so­bre os altares. Destruiu os troncos sagrados, os ídolos de madeira ou de metal, reduzindo-os a pó, que espa­lhou sobre os túmulos dos que lhes tinham oferecido sacrifícios; 5quei­mou os ossos dos sacerdotes sobre os seus altares.

Assim, purificou Judá e Jerusa­lém. 6Fez o mesmo nas cida­des de Manassés, de Efraim e Si­meão e até mesmo de Neftali e nos territórios vi­zinhos; 7demoliu os alta­res, os tron­cos sagrados e os ídolos, reduzindo-os a pó, e destruiu todos os altares por­táteis de incenso por todo o país de Israel. Depois regres­sou a Jerusalém.


Reconstrução do templo – 8No décimo oitavo ano do seu reinado, após ter purificado o país e o tem­plo, o rei enviou Chafan, filho de Asa­lias, Massaías, governador da cidade, e o arquivista Joá, filho de Joacaz, para cuidarem da restaura­ção do templo do Senhor, seu Deus. 9Apresenta­ram-se ao Sumo Sacer­dote Hilquias e entregaram o di­nheiro trazido ao templo de Deus, que os levitas por­teiros haviam recolhido de Manas­sés, de Efraim e de todo o resto de Israel, assim como de Judá, de Ben­ja­mim e dos habi­tan­tes de Jerusa­lém. 10Entregaram este dinheiro aos empreiteiros e en­car­regados dos tra­balhos do templo do Senhor. Entre­ga­ram-no para todas as obras de reparação e de restauração do tem­plo. 11Estes en­tre­garam-no aos car­pin­teiros e aos pedreiros para a com­­pra de pedras de cantaria, ma­deiras de carpinta­ria e traves destinadas às constru­ções que os reis de Judá deixaram cair em ruínas. 12Esses homens cum­priram fielmente a sua tarefa. Como inspectores, e para os dirigir, tinham Jaat e Abdias, levi­tas da linhagem de Merari, Zacarias e Mechulam, da linhagem de Queat, todos eles levitas hábeis em tocar instrumentos de música. 13Vigia­vam os carregadores e diri­giam todos os trabalhadores, segundo a sua profis­são. Havia ainda levitas que eram secretários, comissários e porteiros.


Descoberta do livro da Lei (2 Rs 22,3-13) – 14No momento em que se retirava o di­nheiro que tinha sido levado ao tem­plo do Senhor, o sa­cer­dote Hil­quias descobriu o livro da Lei do Senhor, dada por Moisés. 15Disse então Hil­quias ao escriba Chafan: «Encontrei o livro da Lei no templo do Senhor.» E entregou-o a Chafan. 16O escriba Chafan levou-o ao rei e fez-lhe o se­guinte relato: «Os teus ser­vos fize­ram tudo o que lhes con­fiaste: 17fundi­ram a prata encon­trada no templo do Senhor e entrega­ram-na aos en­carregados e aos em­preiteiros dos trabalhos.» 18O escri­ba Chafan disse ainda ao rei: «O sacerdote Hil­quias entregou-me este livro.» E co­me­çou a ler o livro na presença do rei.

19Ao escutar as palavras da Lei, o rei rasgou as suas vestes. 20Em se­guida, deu esta ordem a Hilquias, a Aicam, filho de Chafan, a Abdon, fi­lho de Mica, ao escriba Chafan e ao funcionário real Asaías:

21«Ide e consultai o Senhor em meu nome e em nome do resto de Israel e de Judá, a respeito das pala­vras deste livro acabado de encon­trar, porque grande é a ira do Se­nhor que se irá desencadear sobre nós, pois os nos­sos pais não observaram a pa­lavra do Senhor nem cumpriram tudo o que está escrito neste livro.»


A profetisa Hulda (2 Rs 22,14-20) – 22Hil­quias e aqueles que o rei desi­g­nara foram ter com a profetisa Hulda, mulher de Chalum, filho de Toqueat, filho de Harsa, guarda do vestiário, a qual habitava em Jeru­sa­lém, na cidade nova. Disseram-lhe o que tinha acon­­tecido. 23Ela res­pon­deu-lhes: «Isto diz o Senhor, Deus de Israel: Dizei àquele que vos enviou a mim: 24‘Isto diz o Senhor: Vou en­viar sobre este lugar e sobre os seus habitantes todas as calamida­des, to­das as mal­dições escritas neste livro, que foi lido na presença do rei de Judá. 25Já que eles me abandona­ram e ofere­ceram incenso a outros deu­ses, irri­tando-me com todas as obras das suas mãos, o meu furor vai infla­mar-se con­tra este lugar e jamais cessará.

26Mas ao rei de Judá que vos enviou a consultar o Se­nhor, direis: Isto diz o Senhor, Deus de Israel, a res­peito das palavras que ouviste: 27Por­­que o teu coração se comoveu e te humilhaste diante de Deus ao ou­vi­res o que está escrito contra este lugar e os seus habi­tantes e, tre­mendo diante de mim, rasgaste as tuas ves­­tes e choraste na minha presença, também Eu te ouvirei, diz o Se­nhor. 28Vou reunir-te aos teus pais: serás depositado em paz no teu sepulcro; os teus olhos nada verão da catás­trofe que vou enviar sobre este lugar e sobre os seus habi­tantes.’»

E vieram referir ao rei tudo quan­­­to ouviram.


Renovação da aliança (2 Rs 23,1-2) – 29Então o rei Josias convocou todos os an­ciãos de Judá e de Jerusalém. 30De­pois, ele próprio subiu ao templo do Senhor seguido pelos homens de Judá e habi­tantes de Jerusalém, pelos sacerdo­tes, pelos levitas e por todo o povo, desde o maior ao me­nor. Pro­cla­mou-lhes integralmente as pa­lavras do livro da aliança, encontrado no tem­plo do Senhor. 31Pondo-se de pé so­bre um estrado, o rei fez uma alian­ça na presença do Senhor, se­gundo a qual se compro­metia a seguir o Se­nhor, a guardar os seus manda­men­tos, as suas or­dens e os seus pre­cei­tos, de todo o seu coração e com toda a sua alma, cumprindo todas as pala­vras da aliança escritas nesse livro. 32Fez com que entrassem nessa aliança todos os que se encontra­vam em Jeru­­salém e Benjamim; e os habi­­tantes de Jerusalém agiram segun­do a aliança de Deus, Deus de seus pais.

33Deste modo, Josias fez desa­pa­re­cer as abominações de todos os países dos filhos de Israel e obrigou todos os que se encontra­vam em Is­rael a servirem o Senhor, seu Deus. Enquanto viveu, não se afastaram do Senhor, Deus dos seus pais.



Capítulos

2 Cr 1 2 Cr 2 2 Cr 3 2 Cr 4 2 Cr 5 2 Cr 6 2 Cr 7 2 Cr 8 2 Cr 9 2 Cr 10 2 Cr 11 2 Cr 12 2 Cr 13 2 Cr 14 2 Cr 15 2 Cr 16 2 Cr 17 2 Cr 18 2 Cr 19 2 Cr 20 2 Cr 21 2 Cr 22 2 Cr 23 2 Cr 24 2 Cr 25 2 Cr 26 2 Cr 27 2 Cr 28 2 Cr 29 2 Cr 30 2 Cr 31 2 Cr 32 2 Cr 33 2 Cr 34 2 Cr 35 2 Cr 36