2 Cr 12

Da wiki Biblia Online
Ir para: navegação, pesquisa

Castigo da idolatria. Chi­chac invade Judá (1 Rs 14-25-31) – 1Consolidado e assegu­rado o seu reino, Roboão abandonou a Lei do Senhor, e todo o Israel seguiu o seu exemplo. 2 No quinto ano do seu reinado, por causa dos pecados de Jerusalém contra o Senhor, Chi­chac, rei do Egipto, veio atacar a cidade3 com mil e duzentos carros e ses­senta mil cavaleiros. Um inumerá­vel exército de líbios, suqui­tas e etíopes acompanhavam-no desde o Egipto. 4Apoderou-se das cidades fortifica­das de Judá e che­gou a Jerusalém.

5O profeta Che­maías dirigiu-se a Roboão e aos chefes de Judá que, com a aproxi­mação de Chichac, se tinham reunido em Jerusalém. E disse-lhes: «Assim fala o Senhor: Vós abando­nastes-me; Eu vos abandono nas mãos de Chichac.»

6Então, os chefes israelitas e o rei humilharam-se e disseram: «Jus­to é o Senhor.» 7O Senhor, vendo que se tinham humilhado, dirigiu a pala­vra a Chemaías nestes termos: «Eles hu­mi­lharam-se; não os extermina­rei. Dar-lhes-ei em breve a liber­ta­ção. A minha ira não se desenca­deará sobre Jerusalém pela mão de Chi­chac. 8Con­tudo, ficar-lhe-ão su­jei­tos, para que saibam distinguir entre servir-me a mim e servir os reis de outras na­ções.»

9Chichac, rei do Egipto, atacou, pois, Jerusalém. Levou os tesouros do templo do Senhor e do palácio real, sem nada deixar. Levou, espe­cialmente, os escudos de ouro que Salomão tinha fabricado. 10 Para os substituir, Roboão mandou fazer es­cudos de bronze, entregando-os aos chefes da escolta que guardava a porta do palácio real. 11De cada vez que o rei ia ao templo do Se­nhor, os guardas levavam-nos e tra­ziam-nos, depois, para a sala da guarda. 12Por­tanto, em virtude da sua hu­mil­dade, a ira do Senhor afas­tou-se dele, e a sua ruína não foi total, pois ainda ha­via coisas boas em Judá.


Fim do reinado de Roboão13Con­solidou-se, pois, Roboão como rei e rei­nou em Jerusalém. Contava qua­renta e um anos quando come­çou a reinar. Reinou dezassete anos em Jerusalém, a cidade escolhida pelo Senhor, de entre todas as tribos de Israel, para nela estabele­cer o seu nome. Sua mãe chamava-se Naamá, a amonita. 14Ele fez o mal, pois não aplicou o seu coração a buscar o Senhor. 15Os feitos de Roboão, dos primeiros aos últimos, estão escritos nas Palavras do pro­feta Chemaías e do vidente Ido, com os registos das famílias. A guerra entre Roboão e Jeroboão foi contí­nua. 16Por fim, Ro­boão adormeceu com seus pais e foi sepultado na cidade de David, e seu filho Abias sucedeu-lhe no trono.



Capítulos

2 Cr 1 2 Cr 2 2 Cr 3 2 Cr 4 2 Cr 5 2 Cr 6 2 Cr 7 2 Cr 8 2 Cr 9 2 Cr 10 2 Cr 11 2 Cr 12 2 Cr 13 2 Cr 14 2 Cr 15 2 Cr 16 2 Cr 17 2 Cr 18 2 Cr 19 2 Cr 20 2 Cr 21 2 Cr 22 2 Cr 23 2 Cr 24 2 Cr 25 2 Cr 26 2 Cr 27 2 Cr 28 2 Cr 29 2 Cr 30 2 Cr 31 2 Cr 32 2 Cr 33 2 Cr 34 2 Cr 35 2 Cr 36