Missões

Novo Pároco em Laleia

Frei Miguel Grilo com alguns acólitos de Laleia

No dia 19 de Novembro de 2017, domingo, a presença dos Capuchinhos em Timor-Leste e muito particularmente os fiéis da Paróquia de Nossa Senhora do Rosário de Laleia, viveram mais um dia que ficará para a história, com a tomada de posse do Fr. Miguel Pinto Grilo como novo Pároco. É o terceiro Pároco desta jovem Paróquia. Como frisou o Bispo da Diocese de Baucau, D. Basílio do Nascimento, que lhe deu posse da Paróquia, a população e os cristãos de Laleia viraram uma nova página da sua história, a terceira, com a presença dos Capuchinhos em Laleia. A primeira foi a criação da Paróquia confiada ao primeiro Pároco, Fr. Fernando Alberto, que foi como que o seu “aman hakiak” (pai adotivo); a segunda foi a nomeação do Fr. Hermano Filipe e o intenso e dedicado trabalho que desenvolveu dando continuidade ao que se havia já iniciado; e a terceira acontece agora ao confiar a Paróquia à solicitude pastoral do seu novo Pároco, o Fr. Miguel.

 No início da manhã foram chegado ao convento e residência paroquial, primeiro o Chanceler da Diocese de Baucau, Padre Aureo, depois o Ecónomo da Diocese, Padre Tomás, e, por fim, também o Bispo, D. Basílio do Nascimento. A celebração, marcada para as 9h30, começou pelas 10h00, na igreja paroquial de Laleia, repleta de fiéis, e com muita gente de fora. Esta foi a única celebração dominical, neste dia, em toda a Paróquia.

Após a segunda leitura, foram lidos os despachos de exoneração do Pároco anterior e de nomeação do novo Pároco, no fim da qual o novo Pároco fez a proclamação pública das verdades da fé contidas no Credo. Depois de o ter revestido com a casula, o Bispo entregou-lhe o Evangeliário, a partir do qual fez a proclamação do Evangelho do dia.

Na homilia o D. Basílio frisou que fazer render os talentos, de que falava o Evangelho, deve traduzir-se no compromisso de ajudar o novo Pároco a dar continuidade ao trabalho desenvolvido pelos Capuchinhos nesta Paróquia, desde a sua chegada até agora, não somente pelo desenvolvimento de Laleia a todos os níveis, mas sobretudo pensando em tornar cada vez mais presente Jesus Cristo e o seu Reino no seio da comunidade. Depois da homilia, o Fr. Miguel fez a renovação das promessas sacerdotais, e, em seguida, recebeu das mãos do Bispo as chaves do Sacrário. Após a oração da Comunhão, o Fr. Miguel, tocando o Evangeliário, leu o compromisso de fidelidade à Igreja.

Depois da bênção, o Chanceler da Diocese leu a ata de tomada de posse, que foi de seguida assinada pelo Fr. Miguel, pelo Bispo da Diocese e por duas testemunhas da comunidade cristã. A celebração concluiu com umas breves palavras do Administrador do Sub-Distrito de Laleia, em nome das autoridades locais, e do novo Pároco, que aproveitou para fazer os primeiros avisos à Paróquia.

Seguiu-se depois a segunda parte, de confraternização, no Centro Comunitário “da Pastoral da Criança”, atualmente usado sobretudo para as atividades do Jardim de Infância “Irmão Sol”. Seguindo o protocolo timorense, à entrada, após uma música de boas vindas interpretada pelas crianças do Jardim, foi imposto o tais ao Bispo, ao novo Pároco e ao Ministro Provincial. Já dentro, houve um tempo de apresentação de alguns cânticos e dança. Foi dada a palavra ao ancião “Mestre” André, que falou em nome de todos laleianos, incluindo os que, como ele, residem fora de Laleia. Tomou a palavra ainda o Bispo da Diocese, que, entre outras coisas, lembrou as autoridades locais que devem pensar em oferecer um terreno aos Capuchinhos, como já o fizeram às Irmãs Franciscanas Missionárias de Nossa Senhora. Depois tomou a palavra o Ministro Provincial, frisando que Laleia foi e será sempre o berço dos Capuchinhos em Timor-Leste. Depois de uma breve oração de bênção, seguiu-se o almoço com a presença de algumas autoridades locais e uma representação da comunidade cristã.

Todo este programa foi levado a cabo pelo Conselho Pastoral Paroquial, sob as orientações, mesmo à distância, do Pároco anterior, Fr. Hermano Filipe, cuja extrema dedicação à Paróquia nestes últimos cinco anos é notória na grande obra social, material e espiritual que deixou, e que foi também publicamente lembrada e reconhecida.

Ao jeito do Papa Francisco, o novo Pároco, Fr. Miguel, pediu que rezassem por ele, para possa ser fiel ao encargo que lhe foi confiado. Que a força do Altíssimo e Bom Senhor, a luz e a atuação do Espírito Santo, e a proteção da Virgem Maria, invocada na Paróquia de Laleia como a Rainha e Senhora do Rosário, sempre o assistam na sua nova missão. E não lhe falte a oração e comunhão de todos quantos, mesmo de longe, compartilham e apoiam a presença missionária dos Capuchinhos em Timor-Leste, cuja responsabilidade também lhe está desde agora confiada. 

 

Frei Fernando Alberto